Ministério Público investiga premiação concedida pelo Instituto Tiradentes a vereadores de São José do Seridó

O Ministério Público instaurou inquérito civil para apurar a legalidade da contratação do Instituto Tiradentes pelo Município de São José do Seridó e pela Câmara Municipal de Vereadores.

Dentre as diligências solicitadas pela promotora Marília Regina Soares Cunha Fernandes estão, a apresentação por parte dos vereadores Daniel Andson da Costa, Fabiana Caline Araújo de Souza e Vinicius Pereira Dantas, no prazo de 10 dias, comprovantes de despesas feitas, inclusive em relação a hospedagem, na viagem a Recife, nos dias 17 e 18 de maio, por ocasião do Seminário promovido pelo Instituto Tiradentes.

A promotora também solicitou do diretor do Instituto Tiradentes, no prazo de 10 (dez) dias, a relação dos números de telefones pesquisados por ocasião da pesquisa de opinião pública feita no município de São José do Seridó/RN, que culminou com a premiação da medalha Alferes Tiradentes.

Por fim, ainda requisitou ao Gerente do Recife Praia Hotel informações, no prazo de 10 (dez) dias, acerca da realização de seminário em suas dependências, promovido pelo Instituto Tiradentes, esclarecendo dias e horários.