Ministério Público investiga dispensas de licitação da Gestão Noeide em Equador

A denúncia partiu do vereador Fábio Aurélio Bulcão e de Antônio Marcos de Araújo. O Ministério Público decidiu abrir inquérito civil para investigar a legalidade dos processos de dispensa e inexigibilidade de licitação entre os anos de 2013 e 2018 que culminaram com a contratação da empresa CONPLAN pelo Município de Equador, bem como se tal serviço deveria ser executado por contador concursado.

A portaria é assinada pela promotora de Justiça, Kaline Cristina Dantas Pinto de Andrade.