Ministério Público diz ter provas suficientes para que prisões de Batata e Lobão sejam mantidas

O Ministério Público voltou a defender na sessão do Tribunal de Justiça desta quarta-feira (10), a permanência das prisões do prefeito Batata e do vereador Lobão Filho. De acordo com o MP, existem provas suficientes para que os dois permaneçam presos, como interceptações telefônicas, conversas via WhatsApp, e depoimentos de empresários envolvidos no suposto esquema de desvios de recursos públicos, nas Operações Blecaute e Tubérculo.

“Antes mesmo de tomar posse, Batata foi fisgado, aceitou e recebeu propina. E para que esses crimes fossem praticados, envolveram organização criminosa, lavagem de dinheiro, engenharia financeira, sem contar aliciamento de pessoas”, sustentou o MP.