Mesmo sem data prevista, salões e academias se preparam para reabertura

Mesmo sem data exata para a reabertura, academias e salões de beleza em São Paulo começaram a adequar seus espaços para garantir a higiene e o distanciamento exigidos para evitar o contágio de coronavírus.Os salões de beleza podem ser abertos com restrições a partir da fase 3 do plano de reabertura do estado de São Paulo. Já a reabertura de academias está prevista somente na fase 4, também com restrições. Bem que no Rio Grande do Norte as autoridades podiam fazer o mesmo. Existem centenas de donos de academias e salões entrando em falência no nosso Estado. O desemprego também dessas famílias é um dado que ninguém ainda sabe contabilizar, mas é alto.

As medidas em São Paulo incluem desde a lavagem constante de mãos até a redução de jornada, distância demarcada no chão e pagamento via cartões de aproximação.Pensando nisso, o sindicato se uniu à ABSB (Associação Brasileira de Salões de Beleza) e ao Sebrae para produzir uma cartilha detalhando as medidas e precauções necessárias, como a higienização de produtos e a troca de equipamentos a cada duas horas.Além disso, também foi elaborada uma prova que deve ser realizada por todos os estabelecimentos para comprovar o preparo para a reabertura.

Entre as principais medidas do documento estão: disponibilizar álcool em gel; posicionar kits de limpeza pelo espaço; fechar cada área de duas a três vezes por dia por pelo menos 30 minutos para higienização; aferir temperatura e impedir a entrada de quem estiver com 37,8 °C ou mais.