Lionel Messi, Diego Maradona e Riquelme Crespo: Irmãos potiguares vão torcer pela Argentina no Maracanã

Lionel Andres Messi Cuccittini da Costa tem 3 anos e estará no Maracanã — Foto: Pedro Trindade/Inter TV Cabugi
Lionel Andres Messi Cuccittini da Costa tem 3 anos e estará no Maracanã — Foto: Pedro Trindade/Inter TV CabugiLionel Messi da Costa tem 3 anos e é o mais novo da família — Foto: Pedro Trindade/Inter TV CabugiRiquelme Crespo Palacio da Costa — Foto: Pedro Trindade/Inter TV CabugiDiego Armando Maradona Palacio da Costa — Foto: Pedro Trindade/Inter TV Cabugi

A Argentina terá a torcida de uma família especial no duelo contra o Brasil, nesta terça-feira (21). Os irmãos Diego Maradona, Riquelme Crespo e Lionel Messi estarão no Maracanã para ver os atuais campeões do mundo em campo.

Moradores de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, eles são filhos do empresário Renato Costa, 58 anos, fã do futebol argentino. Eles saíram da capital potiguar com destino ao Rio de Janeiro na madrugada do último domingo (19).

Diego Armando Maradona Palacio da Costa tem 21 anos e é estudante. Riquelme Crespo Palacio da Costa, 17 anos, também estudante, homenageia o ex-meia Juan Román Riquelme, ídolo do Boca Juniors, e o ex-atacante Hernán Crespo. O Palacio é sobrenome da mãe deles, mas acabou se tornando uma referência ao ex-atacante Rodrigo Palacio, também ex-Boca.

Prestes a fazer 3 anos, Messi é o mais novo dos irmãos e tem o nome completo do melhor jogador do mundo, somado ao sobrenome “Costa”: Lionel Andres Messi Cuccittini da Costa. Uma faixa está pronta para ser aberta no Maracanã, incluindo a reprodução da carteira de identidade e uma foto do garoto. A intenção é chamar atenção do ídolo.

“Meu pai era muito fanático pela Argentina. Em 1978, a Argentina foi campeã do mundo e meu pai chorou muito, e eu comecei a chorar também. Daí em diante eu passei a gostar da Argentina, porque joga com raça, com amor. Isso eu admiro muito. Então, passei a homenagear os jogadores da Argentina colocando os nomes dos meus filhos”, conta Renato.

“Já estamos com os ingressos. Vamos ficar no setor Leste, e vamos torcer pela Argentina. Eu torço para a Argentina desde 1978. Em Natal, todo mundo no bairro do Alecrim me conhece, sabe que eu sou doente pela Argentina. Se tiver aposta, eu aposto contra o Brasil”, completou Renato.

Fonte: G1 RN

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.