Líder do Centrão já muda discurso: “Eu fui convencido de que o adiamento das eleições para novembro é a melhor decisão”

A prorrogação foi uma das contrapartidas oferecidas a prefeitos que buscam a reeleição. Eles pressionavam líderes do centrão pela manutenção do calendário do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) como forma de reduzir as chances de adversários na disputa eleitoral. Vice-presidente da Câmara, o deputado Marcos Pereira (Republicanos-SP) havia defendido, na última quarta-feira (24), a manutenção da eleição em 4 de outubro para que se pudesse “avançar o mais rápido possível na pauta das reformas que o Brasil precisa”.

“Ao postergar as eleições, fatalmente o Congresso Nacional demorará mais para atacar sobretudo os temas econômicos”, escreveu, em uma rede social. Nesta segunda-feira (29), Pereira, na mesma rede social, expressou posição diametralmente oposta. “A beleza da democracia é a capacidade que temos de convencer e ser convencidos pelo diálogo”, escreveu. “Eu fui convencido de que o adiamento das eleições para novembro é a melhor decisão a ser tomada. Estamos construindo esse consenso necessário.”