Lançamento de livro #NísiaFlorestaPresente relembra pioneirismo e protagonismo feminino

O público natalense recebeu o lançamento do livro #NísiaFlorestaPresente, escrito pela professora e pesquisadora Constância Lima Duarte. O evento foi realizado no foyer do Teatro Riachuelo, em Natal, na noite desta segunda-feira (4). A obra resgata a história de luta por ideais que regeu a vida da potiguar Nísia Floresta Brasileira Augusta, reconhecida como primeira feminista da América Latina.

Visivelmente emocionada, Constância agradeceu a presença de todos e revelou a felicidade em apresentar a obra publicamente. “Estou muito feliz de poder estar aqui lançando esse livro para vocês. Espero que gostem e que seja uma importante contribuição para a história e cultura do Estado”, disse.

A obra foi viabilizada por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura Djalma Maranhão da Prefeitura do Natal, com patrocínio do cemitério e crematório Morada da Paz, que esteve representado pelo diretor Eduardo Vila. O empresário falou sobre a importância de resgatar a memória potiguar. “Nesse momento se faz justiça à figura de Nísia Floresta. Estamos muito felizes em ter contribuído com essa obra, e nos últimos anos ter destacado grandes nomes do Estado, como Tonheca Dantas e Elino Julião. Muito mais histórias virão em breve”, anunciou.

Os livros foram distribuídos gratuitamente aos convidados e serão também entregues a bibliotecas, escolas públicas e outras entidades.  Além da noite de autógrafos, os presentes puderam desfrutar de um coquetel regido pela música da banda Macaxeira Jazz e uma performance com Rafaela Brito (percussão), Tiquinha (rabeca), Ana Morena (baixo), Ana Luisa  e Alessandra Augusta (atrizes), com texto de Clotilde Tavares e direção de Henrique Fontes, destacando a importância do feminismo e a figura de Nísia Floresta, como também de diversas mulheres que são símbolos do movimento feminista.