Inter divulga fotos do Beira-Rio após enchente; veja

Estádio do Beira-Rio após enchente
O estádio do Beira-Rio foi invadido pelas cheias e levará 120 dias para ser reconstruídoGramado do Estádio do Internacional após enchenteVestiário do Beira-Rio alagadoSalas administrativas do Beira-Rio foram invadidas pela águaPoltronas do estádio Beira-Rio depois da enchenteEnchente no Beira-Rio arrastou móveis e equipamentosSaída do vestiário do InternacionalBeira-Rio fica submerso no rio GuaíbaArredores do Beira-Rio, em Porto AlegreArredores do Beira-Rio tomados pela cheiaSetores do estádio ficaram totalmente embaixo da águaEmbarcação circulando pelo Complexo do Beira RioNo CT Parque Gigante, a água chegou a cerca de 2 metros de alturaPoltronas do Beira-Rio foram arrancadas e boiam no campo de futebol

O Internacional divulgou na 4ª feira (15.mai.2024) fotos dos estragos causados pelas enchentes no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). O local ficou submerso na água do Guaíba, que atingiu quase 2 metros de altura.

Nas imagens, é possível ver o gramado destruído, assentos das arquibancadas boiando, vestiários danificados, e móveis e computadores de salas administrativas estragados pela água.

Veja as fotos:

O gramado do Gigante, onde as águas atingiram 60 cm de altura, fazendo os bancos e casamatas boiarem, precisará de 45 a 60 dias para ser recuperado. Todo o plantio de inverno foi perdido”, informou o clube de futebol em nota.

Também de acordo com o Inter, na estrutura do estádio, a água chegou a cerca de 1,20 metro de altura, ou no 2º degrau da arquibancada inferior, “ocasionando perdas de mobília e computadores na parte administrativa e impactando a rede elétrica, que necessita de sucção”.

Os trabalhos de limpeza e desinfecção do complexo Beira-Rio serão iniciados nesta 5ª feira (16.mai) e se estenderão pelos próximos 30 dias. Já a reconstrução geral será concluída em 120 dias, informou a administração do clube. “O estádio, que hoje se encontra sem água e luz, só terá condições plenas de funcionamento no final do mês de setembro”, disse na nota.

No CT (centro de treinamento) Parque Gigante, a água está a cerca de 2 metros de altura há mais de uma semana. No Gigantinho, chegou a 50 centímetros.

Leia mais:

Em nota, o clube gaúcha informou ter arrecadado mais de 20.000 quilos de alimento e 25.000 peças de roupa, kits de higiene e limpeza, ração e outros itens. Hoje, a coleta de doações é realizada na quadra da Escola de Samba Fidalgos e Aristocratas, localizada na esquina da avenida Ipiranga com a rua São Francisco. Doações podem ser feitas diariamente, das 9h às 18h.

Fonte: Poder360

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.