Inmet alerta para onda de calor em SP, MS e PR, e acumulado de chuvas no Nordeste; veja previsão

Inmet alerta para 'Perigo Potencial' de onda de calor em SP, PR e MS
Inmet alerta para 'Perigo Potencial' de onda de calor em SP, PR e MS — Foto: Reprodução

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) lançou um novo alerta de “Perigo Potencial” para onda de calor em São Paulo, no Paraná e em Mato Grosso do Sul. O fenômeno ocorre quando a temperatura fica 5ºC acima da média em um período de, no mínimo, 2 a 3 dias. Os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais também devem sentir a elevação nas temperaturas nos próximos dias. No Nordeste, há um alerta de “Perigo Potencial” para acumulado de chuvas. Já no Sul, a previsão é de tempo claro e sem chuva.

De acordo com o instituto, para as regiões Sudeste e Centro-Oeste, há previsão de tempo quente e seco. Ainda há possibilidade de chuva fraca e isolada em áreas de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

— Nesse primeiro momento (a onda de calor) está atingindo o Mato Grosso do Sul, uma parte noroeste do Paraná e São Paulo, que já estão registrando essa alta nas temperaturas. Aliás, desde o dia 6 estão sendo registrados desvios, então foi colocado o alerta — explica Andrea Ramos, meteorologista do Inmet.

No estado de São Paulo, a previsão é de onda de calor nas cidades de São José do Rio Preto, Presidente Prudente, Bauru e Assis. Com o alerta, as temperaturas podem ficar 5ºC acima da média no período de dois a três dias. Na capital paulista, a previsão é de sol, com aumento de nebulosidade durante a tarde, sem chuvas. A mínima é de 15ºC e máxima de 28ºC.

— O alerta amarelo indica que pode ficar de três a cinco dias. O Inmet segue analisando porque a tendência é ter aumento de temperatura, nos próximos dias, no sul de Minas Gerais, Rio de Janeiro e até o sul do Espírito Santo. E para o final de semana, vai seguir com essa tendência de elevação das temperaturas — pontua Ramos.

No Rio, a previsão é de céu com poucas nuvens e sem chuva. Segundo o Alerta Rio, o tempo permanece estável até sexta-feira por conta da atuação de um sistema de alta pressão. Os ventos seguem fracos a moderados e temperaturas estáveis. A mínima é de 18°C e máxima de 31°C.

As altas temperaturas estão acima da média esperada, de 28,7 °C. Segundo o Alerta Rio, a climatologia prevista para o mês de junho é de temperaturas mais amenas, por ser um período de transição do outono para o inverno. Também é previsto o menor volume de chuva. E há maior possibilidade dos dias começarem com ocorrência de névoa ou de nevoeiro.

O Rio Grande do Sul, estado que foi fortemente atingido pelas chuvas no último mês, tem previsão de temperaturas mais altas e chuva localizada. Segundo o MetSul, nesta terça-feira, o sol aparece com nuvens e há possibilidade de chuvas isoladas e com baixos acumulados em regiões da metade sul do estado gaúcho. Durante a tarde, entre a fronteira oeste e noroeste, o calor se mantém.

De acordo com o Inmet, as chuvas só devem voltar a ocorrer no estado gaúcho a partir de sábado. A previsão é que atinja o sul do RS por conta da passagem de um sistema frontal. Ao longo do fim de semana, Santa Catarina também pode ser atingido pelas chuvas.

Já no Paraná, o alerta de “Perigo Potencial” para onda de calor atinge as áreas do norte pioneiro, norte central, centro ocidental, oeste e noroeste do estado.

Já no Nordeste, o Inmet emitiu um alerta de “Perigo Potencial” para acumulado de chuva na Bahia, na região do sul e centro sul, além da área metropolitana de Salvador, capital do estado. Segundo o instituto, pode chover até 50mm/dia. Também há baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos.

O instituto alertou que ao longo da semana pode ocorrer chuva na faixa leste da região, especialmente entre os estados do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, bem como em áreas dos estados de Sergipe, Alagoas e Bahia. As instabilidades nestas áreas ocorrem devido ao transporte de umidade do oceano para o continente. Também podem ocorrer pancadas de chuvas isoladas em áreas da faixa norte, desde o Maranhão até o Rio Grande do Norte. Já no interior da região, a previsão é de tempo quente e sem chuva.

No Norte, também há um alerta de “Perigo Potencial” para chuvas intensas em áreas do Pará, Amazonas, Roraima e Amapá. Com o alerta, há previsão de chuva até 50 mm/dia e ventos intensos (40-60 km/h). Ainda existe um baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

Por conta da combinação do calor e alta umidade, as chuvas ocorrem nas áreas do centro-norte do Amazonas e do Pará, bem como nos estados de Roraima e Amapá. Nas demais áreas, não se descartam pancadas de chuvas isoladas com menores acumulados.

Fonte: O Globo

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.