Inflação dos EUA em março orientará estratégia do Fed, diz Campos Neto

Campos Neto
O presidente do BC (Banco Central), Roberto Campos Neto, durante entrevista ao Poder360

O presidente do BC (Banco Central), Roberto Campos Neto, disse nesta 4ª feira (3.abr.2024) que o resultado da inflação dos Estados Unidos de março ajudará a entender quais serão as próximas medidas a serem adotadas pelo Federal Reserve (o banco central norte-americano) no campo econômico. O CPI (Índice de Preços ao Consumidor, na sigla em inglês) será divulgado na 4ª feira (10.abr.2024).

Campos Neto indicou que a inflação do país estacionou próximo de 3,2%. “O número que vai sair dia 10 de abril é muito relevante, porque o banco central americano precisa ter uma narrativa sobre o processo de desinflação. Essa narrativa tem ficado com um grau de incerteza maior, porque algumas coisas que se identificavam como fatores de desinflação não estão se mostrando tão desinflacionários”, disse.

Campos Neto participou nesta 4ª feira (3.abr.2024) do evento Bradesco BBI Brazil Investment Forum. Eis a íntegra da apresentação (PDF – 3 MB). Ele defendeu que há elementos citados pela autoridade monetária dos EUA que não se concretizaram como desinflacionários, o que resulta em dúvidas os comunicados do colegiado.

Dentre esses fatores que não ajudaram na queda da taxa, Campos Neto exemplificou fatores como mão de obra, o mercado imobiliário e a energia. Ele afirmou que há um “desafio” de demonstrar de onde virá a desinflação.

“Esse número de 10 de abril é bastante importante. A gente tem que sair desse 3,2% para alguma coisa mais baixa […] Senão vai ficar muito complicada essa narrativa daqui para frente”, declarou.

Campos Neto declarou ainda que a taxa de juros é alta nos Estados Unidos, mas a economia está “pujante” e o emprego está “forte”.

A economia americana está muito líquida. Apesar dos juros altos, a gente não vê que isso tem significado um aperto nas condições de liquidez. Podemos falar que o horizonte relevante [para a política monetária] é um pouquinho mais alongado, mas os juros já estão altos nos EUA tem algum tempo”, declarou.

Fonte: Poder360

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.