Hospital Giselda Trigueiro e Sesap investigam possíveis casos suspeitos de coronavírus no RN

A Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) e o Hospital Giselda Trigueiro, localizado na zona Leste de Natal, está avaliando três novos possíveis casos suspeitos de coronavírus no Estado. A informação foi confirmada pela Tribuna do Norte junto ao médico André Prudente, diretor da unidade.

Em nota, a Sesap afirmou que está apurando os fatos e acrescentou que no RN existem “três investigações em curso”. A TN apurou que os exames já foram colhidos e os resultados devem sair em 24 horas. Os três casos investigados pela Sesap são de pessoas do sexo feminino. Uma criança de 10 anos e duas mulheres, uma de 28 e 45 anos. Todas moram em Natal.

As duas mulheres, segundo a subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica Alessandra Lucchesi e André Prudente, diretor do Giselda Trigueiro, viajaram à Itália recentemente e desembarcaram no Rio Grande do Norte nos dias 10 e 25 de fevereiro. No caso da criança de 10 anos, ela esteve num cruzeiro em Hong Kong, na China, e chegou na capital potiguar no último dia 21.

As três pacientes tiveram exames colhidos e foram liberadas. Elas estão em isolamento domiciliar e devem adotar procedimentos padrões como uso de máscara, lavar as mãos constantemente, evitar compartilhamento de objetos comuns, higienização de itens, entre outros.

De acordo com Alessandra Lucchesi, os casos estão sendo investigados e há um protocolo para que eles sejam qualificados como suspeitos. Ela acredita que os resultados já podem estar disponíveis nesta quinta-feira (27), pela manhã.

Desde que os primeiros casos do registro do aparecimento do vírus, a Sesap tem adotado medidas preventivas para a doença. O Hospital Giselda Trigueiro, especializado em infectologia, está mantendo uma ala específica para esses casos, com 25 leitos.

Além do Giselda Trigueiro, o Hospital Maria Alice Fernandes, na zona Norte, também está atuando na retaguarda para tratamento de possíveis doentes. Os possíveis casos suspeitos no Rio Grande do Norte vem ao encontro com a primeira confirmação do coronavírus no Brasil por parte do Ministério da Saúde. O caso foi confirmado num homem de 61 anos, que foi à Itália numa viagem à trabalho. Com isso, o Brasil passou a ser o primeiro país da América Latina com um caso confirmado do novo vírus que já matou 2.708 pessoas no mundo.

Da Tribuna do Norte