Governo Federal restringe mais de R$ 200 milhões destinados às universidades

Na última segunda-feira (28), as universidades federais foram surpreendidas com mais um bloqueio orçamentário vindo do Governo Federal. De acordo com nota divulgada pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), a nova restrição é estimada em R$ 244 milhões.

Principal instituição de ensino superior do Estado, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) terá um total de R$ 3,8 milhões retirados de seu orçamento. Será o terceiro corte desse tipo que a universidade sofre só em 2022, já tendo perdas que ultrapassam o valor de R$ 23 milhões devido aos cortes em junho e no inicio do ano.

José Daniel Diniz Melo, reitor da UFRN, afirma que “a situação é muito grave. Após o corte realizado no meio do ano, já prevíamos que a UFRN não conseguiria honrar com os pagamentos do mês de dezembro. O novo bloqueio tornou ainda mais crítica a situação orçamentária da instituição, portanto, a reversão do bloqueio precisa ser imediata”.