Governo do RN investe mais de R$ 800 mil em assistência à população em situação de rua

O Governo do Estado investe R$ 800.200,00 na distribuição de kits de higiene e limpeza, e de alimentos prontos, para a população em situação de rua dentro das ações do RN Chega Junto, programa para assistência social às pessoas em vulnerabilidade social agravada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Com a entrega dos kits, a Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), idealizadora e executora do RN Chega Junto, fortalece os serviços para esse público nos municípios de Natal, Mossoró, Caicó, São José de Mipibu, Parnamirim e Macaíba que foram selecionados com participação do Movimento Nacional da População em Situação de Rua do RN.

A coordenadora da Gestão do Sistema Único de Assistência Social (CogeSUAS) da Sethas, Janine Baltazar, explica que os kits estão sendo repassados para organizações sociais que já fazem o trabalho de assistência a essa população. A alimentação pronta e os produtos de higiene e limpeza estão sendo distribuídos em pontos de maior aglomeração desse público nos municípios selecionados.

O Programa vai distribuir 6 mil kits de alimentação pronta por mês e 1.500 kits de material de higiene e limpeza por mês. A distribuição dos produtos de higiene e limpeza será uma vez ao mês durante cinco meses (são cinco 1.500) totalizando 7.500. E os kits de alimentos vão ser distribuídos nos finais de semana (quatro por mês) totalizando 6 mil mensais que somam 30 mil em cinco meses.

A grave crise de saúde pública afetou de forma mais contundente alguns grupos populacionais que vivenciam historicamente uma realidade marcada pelo não acesso aos direitos básicos de sobrevivência que em seus cotidianos enfrentam situações de violações de direitos e de vulnerabilidade social como a população em situação de rua, caracteriza Janine Baltazar.

De acordo com ela, a população em situação de rua faz parte dos grupos que estão mais  expostos ao risco iminente de agravamento em caso de contágio da covid-19. Por isso, o Governo do Estado identificou a necessidade de elaboração de estratégias sistemáticas de ações no enfrentamento de forma mais qualificada dessa grave situação.