Governo do RN continua negligente com relação aos alunos da Escola Estadual Antônio Aladim em Caicó

Os alunos da Escola Estadual Professor Antônio Aladim, uma das mais tradicionais de Caicó, estão prontos para iniciar o ano letivo 2018. Querem começar a estudar, mas o Governo do Estado “não deixa”. Simplesmente porque há um ano que promete realizar a reforma da estrutura do prédio da escola e até hoje nada.

Recentemente ficou acordado que a Escola Antônio Aladim dividiria o prédio do Centro Escolar José Augusto (CEJA), o que já havia sido feito em 2017, e trouxe bastante prejuízo à aprendizagem dos alunos, causado por falta de ônibus alguns dias, o cancelamento do Mais Educação e o PIBID (programa de reforço no contra turno).

Para esse acordo se concretizar, dependeria de alguns serviços de adequação no local, feitos pelo Governo do Estado, onde até um muro dividindo as duas escolas, seria construído no local, uma vez que o CEJA agora funciona com horário integral, com rotinas bem diferentes do Ensino Médio normal. Mas, até este final de semana, um tijolo sequer tinha sido levantado.

Cansados de esperar pela “boa vontade” do Governo Estadual, gestão, professores, alunos e pais da Escola Estadual Antônio Aladim estarão se reunindo nesta terça-feira (13) para propor que o ano letivo 2018 seja iniciado por conta própria, com as mínimas condições impostas pelo Governo.

Em tempo: até agora, os únicos alunos que estão tendo aulas são os dos terceiros alunos, em um espaço improvisado, cedido pela Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, no bairro Vila do Príncipe.