Francisco do PT conversa situação do IFRN-Macau, com diretores do campus

O deputado estadual Francisco do PT conheceu nesta terça-feira (11), a realidade financeira de mais um campus do IFRN, a partir dos cortes do Governo Federal. Francisco, que é presidente da Frente Parlamentar em Defesa das Universidades Públicas e Institutos Federais, se reuniu com gestores da instituição, que relataram as dificuldades, desde que foram surpreendidos com o “contingenciamento” da verba de custeio.

Segundo a diretora de administração do campus de Macau, Simonely Vasconcelos, o corte foi de 659 mil reais, o que representa mais de 30% do valor dos recursos de custeio, obrigando a instituição a fazer uma série de mudanças, que comprometem a qualidade do ensino. “Diminuímos em aulas de campo, limitamos o uso de ar condicionados, estamos impossibilitados de comprar materiais de laboratório, cancelamos eventos e tivemos que demitir terceirizados”, relatou a diretora.

Os gestores informaram também que, mesmo com as medidas que foram tomadas para economizar recursos, eles ainda não conseguem fechar o orçamento, para concluir o ano letivo em mais de 300 mil reais.

O parlamentar mostrou preocupação com a situação que tem encontrado nos campi por onde tem passado e reafirmou o compromisso de trabalhar para cobrar do Governo Federal, a compensação das perdas. “O Rio Grande do Norte não pode correr o risco de ver os campi do IFRN sendo fechados. É preciso preservar tudo o que foi construído e que transformou a vida de milhares de jovens de nosso Estado”, declarou o deputado Francisco do PT.
Também participaram da reunião o Coordenador de Extensão e Diretor Geral Substituto, Jerdmiler Paiva; o diretor acadêmico, Julio Cacho e a aluna, diretora de Assistência Estudantil, Geovana.