Flávio Azevedo toma posse como senador em substituição a Rogério Marinho

 

“Serão meses de muita dedicação ao Rio Grande do Norte e, acima de tudo, a favor do setor produtivo, do empreendedorismo e da geração de emprego e renda. Vamos trabalhar para contribuir com projetos que possam garantir segurança jurídica ao país, permitindo maiores investimentos e, consequentemente, fomentando a geração de oportunidades de trabalho”, disse Flávio Azevedo.

Em seu primeiro discurso na Casa, o senador Flávio Azevedo cumprimentou “os companheiros” da Confederação Nacional da Indústria, o ex-deputado federal, Henrique Eduardo Alves, ex-presidente da Câmara dos Deputados, Roberto Serquiz, presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte.

Azevedo declarou também que “vai ser muito difícil, quase impossível, substituir o senador Rogério Marinho, o seu brilho, a sua forma cavalheiresca e sempre calma de enfrentar, de discutir os problemas que afligem o nosso país”.

Para o novo senador, “mais difícil ainda, na medida em que, por esta Casa, já passaram senadores da estirpe do velho e saudoso senador Dinarte Mariz; do amigo dileto e prezado Fernando Gonçalves Bezerra, ex-presidente da CNI, também, líder do governo Lula e líder, também, do governo Fernando Henrique Cardoso; do senador José Agripino, que todos os senhores conhecem; e do senador Garibaldi Filho, todos do meu estado”.

Então, prosseguiu Flávio, “é uma missão difícil e espinhosa. E e quase impossível fazer essas substituições. Mas eu tenho que fazer o possível para isso”.

Rogério Marinho vai se afastar do mandato para cumprir com a agenda de compromissos que terá durante o processo eleitoral. O senador vai se dedicar exclusivamente ao trabalho de estruturação do PL tanto no Rio Grande do Norte como nos demais estados, principalmente do Nordeste.

O senador Izalci Lucas (PL-DF) disse que a presença do senador Flávio Azevedo será muito importante, no instante em que se discute a reforma tributária, o PL 68, aguardando na Câmara sua regulamentação.

Para Izalci Lucas, o senador Flávio Azevedo, “por ser da indústria, saberá com certeza nos ajudar com relação à regulamentação, porque um dos objetivos da reforma é exatamente reforçar e melhorar o padrão e a inovação da indústria brasileira”.

Izalci Lucas disse, ainda, que “ao meu amigo Rogerio Marinho que sentiremos falta pela sua liderança, pela sua capacidade, mas estaremos aqui tentando substituí-lo nesses momentos de dificuldade”.

A solenidade de posse, transmitida ao vivo pela TV Senado, contou com a presença de diversas autoridades do Rio Grande do Norte. Entre eles, o atual presidente da Fiern, Roberto Serquiz, que considerou que toda a história de Flávio Azevedo credencia a presença dele no Plenário. “Flávio é uma pessoa que tem sonhos, defende com muita segurança as suas convicções, conhece a indústria, o setor produtivo e tudo isso traz um cenário de otimismo para passar dentro desses quatro meses em defesa exatamente do empreendimento da indústria, daquilo que nós realmente precisamos. O Brasil precisa da produção, precisa de segurança jurídica e Flávio sabe exatamente onde ele pode ir, onde ele pode trazer o conteúdo que dê exatamente essa noção e que a gente evolua dentro daquilo que o país precisa”, acrescentou.

Já o presidente da Federação de Agricultura, Pecuária e Pesca do RN (Faern), José Vieira, afirma que Flávio “sabe das dores e conhece muito bem o sofrimento que o setor produtivo brasileiro vem passando”. “Não tenho dúvida de que ele irá representar muito bem o RN votando em pautas importantes para o desenvolvimento do Brasil e em benefício do nosso Estado. Então, a Federação se sente muito bem representada com a posse do senador Flávio Azevedo”, disse.

Representando a Fecomércio, o vice-presidente da entidade, Geraldo Paiva, afirmou que, “com sua vasta experiência como líder empresarial e trajetória empreendedora”, Flávio Azevedo “contribuirá com o debate dos grandes temas do País, bem como com o RN, neste período à frente do mandato de Senador”.

O superintendente do Sebrae-RN, Zeca Melo, também prestigiou o ato. “Flávio é um empreendedor potiguar de sucesso que chega ao Senado Federal. É um sujeito com o espírito público, que vai ter a oportunidade de fazer muita coisa em prol do desenvolvimento do nosso estado. Ele é um apoiador da pequena empresa do RN, foi importante parceiro quando presidente da Fiern e um grande colaborador como conselheiro do Sebrae-RN. Tenho certeza absoluta que a gente terá um aliado importante nos projetos de defesa da pequena empresa do Estado”, disse Zeca.

A posse ainda contou com as presenças do senador Styvenson Valentim (Podemos), dos deputados federais Paulinho Freire (União), Benes Leocádio (União), general Girão (PL) e Robinson Faria (PL), do presidente da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), Ricardo Alban, do prefeito de Natal, Álvaro Dias (Republicanos) e do ex-deputado federal e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, entre outras autoridades, amigos e familiares.

Histórico

Flávio Azevedo tem 78 anos e mais de cinco décadas dedicadas à Engenharia. Como empresário da construção civil, foi responsável por projetos em diversos estados brasileiros e também fora do país. Chegou a ser professor de Mecânica dos Solos da Escola Técnica Federal do Rio Grande do Norte (1967-1968); presidente da Caern (1971-1973); presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil – Sinduscon-RN (1997-2000); conselheiro do Conselho Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (1997-2000); e conselheiro da Potigás (2003-2007).

O agora senador também esteve à frente da Federação da Indústria do Rio Grande do Norte (FIERN) por dois mandatos, de 2003 a 2011. O empresário ainda foi presidente do Conselho Superior do Centro de Tecnologia do Gás Natural e Energia Renováveis (2003-2018); presidente dos Conselhos Regionais do Sesi/Senai/IEL do Rio Grande do Norte (2003-2011); Secretário de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Norte (2015-2018); e vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria – CNI (2008-2011).

Em 2015, foi condecorado com a Medalha do Mérito “Governador Dinarte Mariz”, comenda outorgada pelo Tribunal de Contas do Estado para homenagear personalidades que, ao longo de sua existência e atuação profissional, prestaram relevante contribuição ao desenvolvimento da sociedade.

Da Tribuna do Norte

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.