Fachin mantém multa a Nikolas Ferreira por fala contra Lula

O deputado Nikolas Ferreira (PL-MG)
Corte Eleitoral condenou Nikolas Ferreira (foto) ao pagamento de multa no valor de R$ 30.000 por divulgar informações falsas contra o atual presidente

O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), negou um recurso apresentado pelo deputado Nikolas Ferreira (PL-MG) contra decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em processo que envolve o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Eis a íntegra da decisão (PDF – 168 kB).

A Corte Eleitoral condenou o congressista ao pagamento de multa no valor de R$ 30.000 por divulgar informações falsas contra o atual presidente. Durante a campanha eleitoral de 2022, o então vereador de Belo Horizonte divulgou vídeo em seu perfil nas redes sociais dizendo que Lula desviou R$ 242,2 bilhões da saúde pública.

O deputado recorreu da decisão no ano passado. Em março de 2023, o TSE decidiu, por 6 votos a 1, negar o recurso apresentado contra a decisão.

Nikolas então apelou ao STF para tentar reverter a decisão. Na decisão, proferida em 26 de março, Fachin afirma que é evidente a violação da Lei Eleitoral pelo congressista.

“Não há Estado de Direito nem sociedade livre numa democracia representativa que não preserve, mesmo com remédios amargos e limítrofes, a própria normalidade das eleições”, declarou.

Fonte: Poder360

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.