Extremos climáticos: onda de calor atinge mais de 1.400 cidades do país, e Sul terá tempestades esta semana

Governo de São Paulo distribui água na capital em meio a onda de calor
Governo de São Paulo distribui água na capital em meio a onda de calor — Foto: Maria Isabel Oliveira/O Globo

5A forte onda de calor que atinge o Brasil deve ser sentida por moradores de 1.413 municípios, de acordo com alerta do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Todo o Sudeste e regiões do Sul, Norte e Nordeste estão com alerta laranja de “perigo”, que aponta a recorrência da temperatura 5º acima do habitual por até cinco dias consecutivos.

De acordo com o Inmet, as cidades que serão atingidas pela onda de calor estão espalhadas por 13 estados, entre eles São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Amazonas, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Pará, Paraná, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins.

Outras 1.138 cidades estão com alerta vermelho de “grande perigo”, quando os moradores devem sentir os efeitos do calorão por mais de cinco dias seguidos. Nesse nível, sete estados devem ser atingidos, entre eles São Paulo, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Rondônia. As temperaturas devem ultrapassar os 40ºC.

O país vivencia a oitava onda de calor do ano, com temperaturas que devem ultrapassar os 42ºC. O calor extremo no Centro-Oeste e no Sudeste deve favorecer tempestades muito isoladas da tarde para a noite nas duas regiões com risco de chuva intensa e vendavais, alguns com potencial destrutivo localizado, ao longo da semana.

A chamada “onda de calor intenso” é ocasionada pelas condições de tempo predominantemente seco, em que há o aumento da insolação. Quando o Inmet afirma que há um alerta vermelho, significa que a situação meteorológica é de perigo e há “grande probabilidade de ocorrência de danos e acidentes, com risco para a integridade física ou mesmo à vida humana”.

Durante um período de muito calor, a população pode sentir a pele ressecada e um desconforto nos olhos, boca e nariz. Por isso, é importante manter-se hidratado.

Segundo o MetSul, esta semana será marcada por extremos históricos no Brasil. Com atuação do El Niño, parte do país enfrentará uma onda de calor intensa enquanto o Sul sofrerá com tempestades e volumes excessivos de chuva com enchentes.

Dados meteorológicos apontam que a região Sul do Brasil terá acumulados excessivos de chuva com marcas entre 100 mm e 200 mm em um grande número de cidades. Registros maiores, 300 mm a 400 mm, devem ser sentidos em pontos entre a Metade Norte gaúcha e Santa Catarina.

Devem ser esperados temporais isolados de vento e granizo. A chuva excessiva deve trazer inundações e cheias de rios com enchentes. É alto o risco também de quedas de barreiras e deslizamentos. No decorrer da semana, a chuva mais volumosa migra mais para Norte e atinge principalmente o Norte gaúcho e o estado de Santa Catarina, além do Sudoeste do Paraná.

Fonte: O Globo

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.