Exército israelense confirma a morte de soldado refém do Hamas em Gaza

Exército israelense confirma a morte de soldado refém do Hamas em Gaza
Exército israelense confirma a morte de soldado refém do Hamas em Gaza — Foto: Reprodução

O Exército israelense anunciou, nesta terça-feira, a morte de Noa Marciano, uma soldado de 19 anos que foi mantida refém pelo Hamas na Faixa de Gaza. A notícia ocorre um dia depois do grupo terrorista ter divulgado uma fotografia alegando que ela foi morta em um bombardeio de Israel.

“O Exército declara a cabo Noa Marciano (…) morta. Ela foi sequestrada pela organização terrorista Hamas”, afirmou a instituição em comunicado, acrescentando que a família já foi informada.

Nesta segunda-feira, o Hamas havia divulgado um vídeo de Marciano em que ela se identificava e pedia que Israel parasse com sua campanha de bombardeios. Em seguida, o grupo publicou uma fotografia em que ela aparecia aparentemente morta. Segundo Abu Obeida, porta-voz do braço militar do grupo, a jovem morreu em um ataque israelense.

A morte de Marciano eleva para 47 o número de soldados israelenses mortos em Gaza desde o início da guerra. Após a invasão terrorista e os primeiros ataques, Israel iniciou uma campanha de bombardeios em Gaza. Ao todo, 1,2 mil pessoas foram mortas pelo Hamas, e cerca de 240 foram feitas prisioneiras, segundo autoridades israelenses.

Do outro lado, mais de 11,2 mil pessoas, sendo a maioria delas civis e crianças, foram mortas em Gaza em ataques retaliatórios de Israel, de acordo com o Ministério da Saúde do território controlado pelo Hamas.

Fonte: O Globo

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.