Ex-secretária do Governo Paraibano está presa há 30 dias

A ex-secretária de Administração da Paraíba, Livânia Farias está presa há 30 dias. Sua prisão aconteceu no dia 16 de março, em João Pessoa, quando retornava de Belo Horizonte, e no dia seguinte foi publicada a sua exoneração do cargo.

Livânia Farias e outras cinco pessoas, Elvis Rodrigues Farias, Leandro Nunes Azevedo, Daniel Gomes da Silva, Michelle Louzada Cardoso e Maria Aparecida de Oliveira, se tornaram réus na ação decorrente da Operação Calvário. Seguem presos Daniel e Michelle, além de Livânia Farias. Leandro chegou a ser preso na segunda etapa da operação Calvário, mas foi solto a pedido do Ministério Público após acordo de colaoração premiada.

Livânia Farias é acusada de receber propinas pagas pela Cruz Vermelha Brasileira filial Rio Grande do Sul. Parte dos recursos desviados teriam sido utiizados na campanha do atual governador João Azevedo (PSB).

A operação Calvário investiga uma organização criminosa responsável por desvios de recursos públicos, corrupção, lavagem de dinheiro e peculato, por meio de contratos firmados juntos às unidades de saúde da Paraíba, na ordem de R$ 1,1 bilhão.