Esquerda e governistas defendem Dino no caso da “dama do tráfico”

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou uma operação de GLO (Garantia da Lei e da Ordem) nos portos de Itaguaí (RJ), Rio de Janeiro e Santos (SP) e nos aeroportos do Galeão (RJ) e de Guarulhos (SP). A operação estará ativa até maio de 2024. O objetivo é combater o crime organizado que usa esses locais para o tráfico de armas e drogas.a cerimônia contou com a presença dos comandantes das Forças Armadas, ministro da Justiça, Flávio Dino, ministro da Defesa, José Múcio, diretor-geral da PF, Andrei Rodrigues e o Secretário de Comunicação Social, Paulo Pimenta
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (dir.) afirmou que o ministro da Justiça, Flávio Dino (esq.), "vem sendo alvo de absurdos ataques artificialmente plantados"

Governistas e esquerdistas saíram em defesa do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, nesta 4ª feira (15.nov.2023). O ministério comandado por Dino recebeu nos últimos 3 meses, por duas vezes, Luciane Barbosa Farias. Ela é casada com Clemilson dos Santos Farias, o “Tio Patinhas”, apontado como líder do CV (Comando Vermelho). O Ministro vem sendo alvo de críticas por parte da oposição ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Na 3ª feira (14.nov), Luciane disse que não integra nenhuma facção criminosa e que conheceu sua alcunha de “dama do tráfico amazonense” pela mídia. “Nunca fui conhecida como ‘dama do tráfico’, e sim como ‘Lu Farias’”, declarou.

O ministro da Secom (Secretaria de Comunicação Social), Paulo Pimenta, declarou apoio e solidariedade a Dino em seu perfil no X (ex-Twitter). Ele afirmou que “os que imaginam” que o governo ficará acuado por “ações orquestradas do crime organizado e das milícias, bateram na porta errada”. E completou: “Não recuaremos um milímetro na determinação do presidente Lula em combatermos as organizações criminosas e seus cúmplices, em qualquer lugar onde eles estejam escondidos”.

Randolfe Rodrigues (Rede-Ap), senador e líder do governo no Congresso Nacional, disse que Flávio Dino “é um homem íntegro, ético e que tem sido fundamental para a reconstrução democrática do Brasil”. Para ele, “as fake news e o ódio” em relação ao ministro “fedem a desespero”. Randolfe disse ainda que, graças ao “trabalho irretocável” do Ministério da Justiça e Segurança Pública, “o cerco contra quem conspirou contra a democracia se aperta cada dia mais”.

O ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais) também se manifestou. Ele chamou as críticas a Dino de “acusações infundadas” e “irresponsáveis”. A declaração de Padilha se deu ao compartilhar uma publicação de Lula no X. Mais cedo, o presidente afirmou que o ministro da Justiça “vem sendo alvo de absurdos ataques artificialmente plantados”.

Leia outras manifestações em defesa de Flávio Dino:

Fonte: Poder360

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.