Em depoimento, acusado diz ter tido relação sexual com Zaira e depois “ela apagou”

No primeiro depoimento dado ao delegado Leonardo Germano, o policial Pedro Inácio de Maria confirmou ter sido relações sexuais com a universitária Zaira Cruz, encontrada morta na manhã do sábado de carnaval em Caicó.

O investigado Pedro afirma que manteve relação sexual com a jovem, e por ela estar embriagada, ela apagou, dormiu, teve um sono profundo, que tentou acordá-la e não conseguiu. E por causa disso a deixou dormindo no carro, e no outro dia por volta das 9 horas quando reiterou a tentativa de acordá-la percebeu que ela já apresentava sinais de que estrava sem vida. No segundo depoimento ele reservou-se ao direito de ficar em silêncio”, contou o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, consta no laudo que Zaira estava em ciclo menstrual, informação ratificada por testemunhas e familiares, “e também há no laudo do ITEP a descrição de uma série de arranhões, dentre eles, nos seios da vítima”.