Em busca de votos, candidatos a governador podem mudar apoio a presidenciável, diz especialista

O cientista político Creomar de Souza afirmou à CNN, nesta segunda-feira (8), que os candidatos a governadores podem, ao longo da campanha eleitoral, mudar o apoio dado aos presidenciáveis.

“Todo político, antes de tudo, é um sobrevivente. E, nesse aspecto, é fato que, em muitos estados, nós veremos alguns componentes de traição político-eleitoral. Se o candidato a governador estiver vinculado a um candidato X, mas diante de um cenário ele possa ter mais votos apoiando Y, ele vai mudar”, disse.

O especialista citou movimentos semelhantes nas últimas eleições estaduais, em 2018, como o palanque do então candidato a governador de São Paulo João Doria (PSDB) dado a Jair Bolsonaro (PSL).

“Vimos isso de maneira muito clara nas eleições de 2018 com o fenômeno que chamamos de BolsoDoria. João Doria, que era candidato do PSDB, da mesma coligação de Geraldo Alckmin, acabou emplacando e subindo no mesmo palanque que Bolsonaro para, a partir daí, vencer uma eleição muito apertada contra Márcio França. Nós, provavelmente, veremos isso [nestas eleições]”, afirmou.

As emissoras CNN e SBT, o jornal O Estado de S. Paulo, a revista Veja, o portal Terra e a rádio NovaBrasilFM formaram um pool para realizar o debate entre os candidatos à Presidência da República, que acontecerá no dia 24 de setembro. O debate será transmitido ao vivo pela CNN na TV e por nossas plataformas digitais.

Da CNN Brasil