Dom Antônio: “se a pandemia não permitia a gente fazer procissão, permitiu com segurança fazermos uma carreata”

Pela primeira vez na história a imagem principal de Sant’Ana deixou a Catedral e percorreu todas as zonas da cidade de Caicó em um carro aberto. A carreata de 25 quilômetros deixou a Catedral por volta das 17h30, e foi encerrada quase quatro horas depois.

Para Dom Antônio a avaliação foi extremamente positiva. “Acho que os caicoenses entenderam que na impossibilidade de se fazer a procissão, a carreata era possibilidade, mas que teria quer ser feita com toda segurança para não expor a vida de ninguém, uma vez que estamos dentro de uma pandemia”, explicou.

Mesmo deixando claro que nada consegue substituir a procissão de encerramento da festa, Dom Antônio acredita ser viável a realização da carreata na festa de 2022. 

Jamais substituir a procissão, este ano nesse caráter especial ela substituiu, mas quem sabe na abertura fazer uma carreata, mas é uma coisa que tem que ser estudado. Hoje foi um domingo, dia bom, mas se for no meio de semana? Tudo tem que ser levado em consideração. Fica a imagem da capacidade do seridoense em se recriar. Se a pandemia não permitia a gente fazer procissão, permitiu com segurança fazermos uma carreata”, ponderou Dom Antônio.