Dívida com negros foi construída por supremacia branca, diz Lula

Lula com boné de aba reta em evento no Planalto

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou nesta 2ª (20.nov.2023) que o Brasil tem uma dívida com a população negra causada pela “supremacia branca” desde a chegada portuguesa no país. A declaração foi feita durante evento sobre o Dia da Consciência Negra no Palácio do Planalto.

“O que nós fizemos aqui hoje é o pagamento de uma dívida histórica que a supremacia branca construiu neste país desde que ele foi descoberto. O nós queremos apenas é recompor aquilo que é uma realidade de uma sociedade democrática”, declarou.

Assista à fala de Lula (1min05s):

Ao discursar, Lula quebrou o protocolo e chamou a deputada Benedita da Silva (PT-RJ) para ficar ao seu lado no púlpito e falar depois do chefe de Estado.

Benedita agradeceu a atuação de Lula junto à população negra e cantou a música “Juízo Final”, de Nelson Cavaquinho, acompanhada da plateia do evento.

“Nós não somos diferentes pela pele, pelo cabelo, pela roupa porque nós somos irmãos, viemos do mesmo pai, moramos no mesmo planeta e temos o sangue da mesma cor. Tudo que a gente está fazendo é tentativa de recompor coisas que foram destruídas e recolocar no lugar coisas que foram tiradas”, disse Lula.

Assista ao momento (8min27s):

Durante o evento sobre o Dia da Consciência Negra, o governo anunciou uma política nacional para os quilombolas, com previsão orçamentária de mais de R$ 20 milhões. A medida “se propõe a promover práticas de gestão territorial e ambiental desenvolvidas pelas comunidades quilombolas”, de acordo com o Planalto.

Além disso, o Executivo também anunciou medidas para a Cultura, titulação de terras e políticas afirmativas. Eis um resumo do que mais foi anunciado:

Fonte: Poder360