Detentos do RS constroem camas e berços para desabrigados após as chuvas

Presos fazem camas e berços para desabrigados no Rio Grande do Sul
 -  (crédito: Susepe/Divulgação)
Presos fazem camas e berços para desabrigados no Rio Grande do Sul - (crédito: Susepe/Divulgação)

Detentos do sistema prisional do Rio Grande do Sul começaram a produzir camas e berços que serão destinados para a população atingida por enchentes causadas pelos temporais que assolaram o estado.

De acordo com a Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe), a iniciativa parte de presídios das cidades de Iraí, no norte do RS, e Canela, na Serra do estado.

Em Iraí, a meta é fazer 100 camas que serão destinadas a abrigos de Roca Sales, na Região dos Vales. Já em Canela, a meta é de 120, que vão para as cidades de São Sebastião do Caí, Três Coroas e Canela.

As camas e berços são feitos de madeira. Pela lei, os presos que participarem das atividades terão uma diminuição nas suas penas.

Os apenados já confeccionaram 140 rodos. Os materiais são oriundos de doações de empresários locais.

Além disso segundo a Polícia Penal paranaense, 600 casinhas para cães serão enviadas ao RS conforme forem sendo produzidas.  Cento e oito já estão prontas e 24 delas estão a caminho de Canoas, uma das cidades mais afetadas pelas chuvas no estado gaúcho.

A doação das casinhas para cães afetados com a enchente no RS faz parte de um projeto social intitulado “Pipoca”. A iniciativa foi criada por policias penais do Paraná em parceria com a ONG Latidos do Bem.

Fonte: Correio Braziliense

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.