Concurso premiará os melhores projetos para revitalização do Mercado Municipal de SP

Concurso escolhe projeto para reforma do entorno do Mercadão
Concurso escolhe projeto para reforma do entorno do Mercadão — Foto: Prefeitura de São Paulo

O Concurso Nacional de Arquitetura e Urbanismo para a Requalificação Urbana do entorno do Mercado Municipal Paulistano, mais conhecido como o Mercadão — localizado na zona central da capital, abre suas inscrições nesta segunda-feira para selecionar os melhores projetos de revitalização dos arredores do local. Escritórios e profissionais de Arquitetura, Urbanismo e Engenharia Civil podem participar da iniciativa.

Ao longo do competição, serão realizadas mesas e painéis com transmissão ao vivo (online) para dar suporte às equipes que farão os projetos, com link disponibilizado no site do concurso. Nesta terça-feira, por exemplo, acontece a mesa O Mercado e a vocação comercial de seu entorno, com Aldo Bonametti, diretor-presidente do Mercado Municipal Paulistano, o arquiteto Pedro de Mello Saraiva e Ademir Morais, presidente da Associação Paulista dos Empreendedores do Circuito das Compras (APECC), uma das patrocinadoras do concurso.

A disputa prevê premiações monetárias e divulgação pública para os três primeiros colocados. Ao primeiro será oferecido o valor de R$30 mil — descontados da contratação desenvolvimento dos projetos, cuja assinatura está assegurada no edital; ao segundo, o valor de R$20 mil e o ao terceiro, o valor de R$10 mil. A participação é voltada, exclusivamente a profissionais que sejam responsáveis técnicos com habilitação comprovada e regularizada junto ao respectivo Conselho Profissional, seja de arquitetura ou engenharia civil.

O Concurso é organizado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil e pela Associação Escola da Cidade, conta com apoio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento da Prefeitura da Cidade de São Paulo (SMUL/PMSP). Nesta parceria, em específico, o setor público ficou responsável pela regulamentação das condições para a  participação do setor privado e a fiscalização da olho implementação das ações. Coube ao setor privado o desenvolvimento dos projetos observando as regras estabelecidas, sem que sua viabilidade financeira seja negativa para os cofres públicos.

As próximas fases contam com um período para esclarecimentos de dúvidas e a avaliação da comissão julgadora, com os seguintes membros: Fernando Mello Franco, Olívia Malfatti Buscariol, Paula Santoro, Tainá de Paula e Vinicius de Andrade. As inscrições vão até o dia 09 de outubro, e para se inscrever clique aqui.

*Estagiária sob a supervisão de Renato Andrade

Fonte: O Globo

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.