Com prefeita seguindo presa, Município de Conde passa a ser administrado por um vereador

Carlos Manga Rosa (MDB) tomou posse provisoriamente, nesta quarta-feira (18), da Prefeitura Municipal de Conde. A cerimônia aconteceu na Câmara Municipal da cidade após a manutenção da prisão da ex-prefeita Márcia Lucena (PSB) na Operação Calvário.

Manga Rosa era presidente da Câmara Municipal e assume o comando do município porque em setembro deste ano, o vice-prefeito Temistocles Ribeiro Filho, renunciou o mandato em carta aberta ao povo do Conde. Segundo o vice, ele percebeu que ‘o projeto não era o que esperava’.

Em discurso durante a posse, Manga Rosa disse que fará ‘alguns ajustes’ na prefeitura para ‘dar condições melhores ao povo de Conde’. A prioridade da gestão será manter os salários dos servidores e as obras funcionando no município.

‘Fiel integrante da empresa’, assim a prefeita do Conde foi definida pela Operação Calvário. Ela seria responsável pela estruturação das fraudes na Educação e escolhida para representar os interesses da Organização Criminosa no poder executivo.

Do MaisPB