Com Open Finance, apps de bancos devem acabar, diz Campos Neto

Campso Neto
Roberto Campos Neto (foto) disse que cerca de 50 e 60 milhões de brasileiros aderiram ao Open Finance do BC

O presidente do BC (Banco Central), Roberto Campos Neto, disse na 6ª feira (11.nov.2023) que aplicativos de bancos, como do Bradesco e do Itaú, devem acabar depois do avanço do Open Finance, sistema da autoridade monetária que permite compartilhamento de dados entre diversos bancos.

Campos Neto afirmou que os apps das instituições bancárias devem acabar em até 2 anos. Segundo ele, cerca de 50 a 60 milhões de brasileiros aderiram ao sistema do BC antes mesmo de terem acesso aos novos mecanismos. O presidente do BC discursou no MBA Brasil em Chicago, nos EUA, segundo a reportagem do jornal Estado de S. Paulo publicada na 6ª feira (11.nov).

De acordo com Campos Neto, a ideia é expandir o Open Finance para mais setor como, por exemplo, os serviços de seguro. Em outubro, a autoridade monetária anunciou uma nova fase do sistema do BC. Agora, com o Open Invest, que permitirá aos clientes o compartilhamento de dados de investimentos em fundos e renda fixa entre os bancos e outras empresas do setor financeiro.

Sobre o Pix, Campos Neto afirmou que se a ferramenta tivesse só a função de substituir as tradicionais transferências bancárias, teria “falhado”.

“Eu sempre disse que os bancos não iriam perder dinheiro com o Pix. Hoje, os bancos estão super empolgados em fazer mais coisas no Pix”, declarou.

Leia mais em:

Fonte: Poder360

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.