Chuvas deixam 7 mortos e 3 desaparecidos no Sul do país

Na cidade de Agronômica (SC), temporal atingiu o telhado de casas
Na cidade de Agronômica (SC), temporal atingiu o telhado de casas

As fortes chuvas que voltaram a cair na região Sul do país já deixaram 7 pessoas mortas até o início da tarde deste domingo (19.nov.2023). Os temporais registrados desde 5ª feira (16.nov) já causaram 4 mortes no Estado do Rio Grande do Sul e 3 em Santa Catarina, segundo as autoridades locais.

Pelo menos 3 pessoas estão desaparecidas. Em Praia Grande (SC), um homem de 70 anos desapareceu após ter sua casa arrastada e destruída por uma enxurrada.

Em Coqueiro do Sul (RS), estão desaparecidos um homem e uma criança de 2 anos que estavam em um carro que caiu em um rio ao passar numa ponte. Tatiane Panizato, que estava no mesmo veículo, teve o corpo encontrado pelos Bombeiros.

Já na cidade de Vila das Flores (RS), foi encontrado o corpo de Luis Antônio Martins, que teve o carro arrastado pela correnteza enquanto transitava por uma estrada.

Pelo menos 45 cidades do Rio Grande do Sul registraram estragos. Na região do Vale do Taquari, que foi atingida pelas enchentes de setembro, novos alagamentos foram registrados. O governador Eduardo Leite (PSDB) pediu que os moradores deixem suas residências e procurem locais seguros.

Em Santa Catarina, 64 municípios estão em situação de emergência. A pior situação é na região do Vale do Itajaí. Na cidade de Agronômica (SC), o nível da água encobriu casas.

No Paraná, rajadas de vento e as fortes chuvas provocaram queda de árvores, postes e destelhamento de casas em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais. Os ventos chegaram a 70 km/h no município. Milhares de imóveis ficaram sem energia.

Temporais também foram registrados no Estado de São Paulo. Foram registrados ventos superiores a 80 km/h na noite de sábado (18.nov).

Árvores foram derrubadas sobre carros e fios de eletricidade, deixando novamente regiões de algumas cidades da região metropolitana sem energia elétrica.

Segundo a Defesa Civil paulista, 100 árvores caíram na capital. Uma delas atingiu um carro que passava pela Avenida das Nações Unidas, na Zona Norte de São Paulo. Os 2 ocupantes do veículo ficaram feridos.

A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) informou que, devido à falta de energia elétrica em decorrência das chuvas, o sistema de bombeamento foi interrompido, afetando o abastecimento de água em trechos dos municípios de Embu das Artes, Taboão da Serra, Itapecerica da Serra, Rio Grande da Serra e Ribeirão Pires.

Fonte: Poder360

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.