Chuva deixou ao menos 202 mil endereços sem luz na cidade de São Paulo

Árvores caídas devido à chuva forte em São Paulo, em 6 de novembro de 2023
Árvores caídas devido à chuva forte em São Paulo, em 6 de novembro de 2023 — Foto: Maria Isabel Oliveira / Agência O Globo

Ao menos 202.674 endereços ficaram sem energia elétrica na cidade de São Paulo na noite desta quarta-feira, após a forte chuva que atingiu a capital e região metropolitana após um dia de calor intenso. O número de residências afetadas foi informado pelo prefeito Ricardo Nunes (MDB), em uma publicação feita nas redes sociais por volta das 23h30, com base nas informações que recebeu da Enel.

Na manhã desta quinta, a reportagem do GLOBO questionou a concessionária sobre o total de endereços que tiveram o serviço interrompido em decorrência do temporal nos 24 municípios da Grande São Paulo onde ela opera, mas não recebeu resposta.

A empresa apenas respondeu que “restabeleceu o fornecimento de energia para 70% dos clientes impactados pelas fortes chuvas e rajadas de vento de até 55 km/h que atingiram parte da área de concessão da distribuidora na noite desta quarta-feira” e que as regiões Norte e Oeste foram as mais afetadas. A companhia ainda destacou que reforçou as equipes em campo para normalizar o serviço para todos os clientes impactados.

O Corpo de Bombeiros informou que recebeu 131 chamados para quedas de árvores na Região Metropolitana, entre 18h de quarta e a manhã desta quinta, além de 11 chamados para enchentes e alagamentos e oito ocorrências de desabamentos.

O Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas de São Paulo (CGE-SP) registrou queda de granizo nos bairros da Consolação, no Centro, e no Itaim Paulista, na Zona Leste, na noite desta quarta. No Aeroporto de Congonhas, as rajadas de vento alcançaram 40,7km/h por volta das 20h40, e de 56,1km/h na região de Santana e Tucuruvi, na Zona Norte. O maior índice de chuva (61mm) foi na Vila Mariana, na Zona Sul da capital. A Defesa Civil do município registrou um total de 36 atendimentos, e na manhã desta quinta ainda há 33 cruzamentos com faróis apagados por falta de energia na capital.

A queda de árvores por causa da chuva afetou o Parque da Aclimação, que terá seu horário de abertura postergado para que sejam avaliados riscos ao público.

A região metropolitana deve seguir com eventos climáticos extremos nos próximos dias. Nesta quinta, a onde de calor segue forte com máxima de 38ºC previstos. A Defesa Civil de São Paulo emitiu alerta informando novos temporais nos próximos dias, com raios e granizo, acompanhados de rajadas de vento intensas de sexta-feira a domingo. Os ventos terão de 60 km/h a 80 km/h, podendo chegar até a 100 km/h antes ou durante os temporais.

Há menos de duas semanas, chuvas com ventos fortes deixaram cerca de 4 milhões de pessoas sem energia elétrica no estado, e houve demora de seis dias para restabelecimento do serviço em todos os endereços operados pela Enel.

Fonte: O Globo

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.