Caso de coronavírus é descartado e paciente será investigado

 O Rio Grande do Norte não tem nenhum caso suspeito de coronavírus. Essa foi a confirmação dada por membros da Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap), na manhã desta sexta-feira (14), após a suspeita sobre um caso analisado entre a quarta e quinta-feira (13), envolvendo um homem de 25 anos. A comunicação sobre a suspeita da doença por parte do paciente, inclusive, será investigada.

Durante a entrevista coletiva, o secretário de Saúde, Cipriano Maia, confirmou o que foi publicado na quinta-feira pela Tribuna do Norte sobre os exames e inconsistências no relato por parte do paciente, que é de Baía Formosa e disse que teve contato com chineses em Pipa.

No entanto, a Polícia Federal informou à Secretaria de Turismo do Estado que não houve a entrada de chineses no Rio Grande do Norte desde setembro, além de não haver o registro sobre hospedagem de chineses no hotel em que o homem esteve na praia de Pipa.

“Nós vamos comunicar as informações que temos aos órgãos responsáveis do Estado, para que eles tomem uma posição, mas não vamos entrar em mérito sobre a intenção do paciente nesse caso”, disse o secretário Cipriano Maia.

O diretor do hospital Giselda Trigueiro, André Prudente, disse que não caberia a eles julgarem se o paciente mentiu ou não sobre o caso, mas reafirmou que ele disse ao médico que o atendeu na rede privada que teve o contato com chineses em Pipa. O médico também rebateu a afirmação do paciente, que chegou a dizer que não comunicou que estava com coronavírus. “Ele disse indiretamente (que estava com a suspeita de coronavírus), uma vez que se queixou dos sintomas e disse que esteve com chineses”, disse Prudente.

O paciente, ainda de acordo com o médico, segue internado, mas sem isolamento. “A prioridade é tratá-lo dos sintomas e liberá-lo. As informações já estão com as autoridades, que irão proceder da melhor forma”, disse André Prudente.

Da Tribuna do Norte