Campanha Junho Lilás: conheça os cinco exames essenciais para a saúde do recém-nascido

Os exames de triagem neonatal têm objetivo de diagnosticar enfermidades congênitas e prevenir complicações em recém-nascidos. O tema inspira a campanha Junho Lilás, em que se celebra o Dia do Teste do Pezinho. A campanha realizada ao longo do mês conscientiza sobre a importância do procedimento.

Especialistas do Instituto Santos Dumont (ISD), em Macaíba, na Grande Natal, alertam que existem ainda outros quatro procedimentos que contribuem para a identificação de doenças com potencial para desencadear disfunções físicas e cognitivas em bebês: os testes do coraçãozinho, do olhinho, da orelhinha e da linguinha.

De acordo com a profissional, o tempo é o maior desafio na detecção dessas condições, que não estão evidentes no momento do nascimento. Recomenda-se que os cinco testes de triagem neonatal sejam realizados ainda na maternidade: o Teste do Pezinho após 48 horas de nascido; o Teste do Coraçãozinho no primeiro dia de vida; e os Testes da Orelhinha, da Linguinha e do Olhinho antes da alta ou, preferencialmente, nos primeiros 30 dias de vida.

O teste do pezinho, por exemplo, detecta doenças que se apresentam antes mesmo do primeiro mês.

“Se conseguíssemos colher entre o segundo e o quinto dia de vida do bebê, com um diagnóstico positivo antes dos 30 dias já poderíamos iniciar o tratamento e evitar complicações neurológicas ou até óbitos fetais”, reforça.

Entre as quatro doenças endocrinológicas que o exame antecipa, duas demandam que o tratamento se inicie entre 14 e 21 dias de vida da criança. Outra doença é a Fenilcetonúria, que pode causar déficit intelectual e quadro de epilepsia grave se a criança não for diagnosticada precocemente e iniciar a dieta adequada.

A pediatra cita o caso de uma criança que chegou com um ano e oito meses ao ISD com atraso no desenvolvimento. Ela teve hipotiroidismo congênito, condição que até então não havia sido detectada pois não teria sido realizado o Teste do Pezinho. O tratamento se iniciou tardiamente e hoje a criança apresenta déficit intelectual, além de prejuízos no âmbito motor, cognitivo e de linguagem.

Para evitar histórias como essa, os profissionais incentivam as mães para que busquem ativamente pela realização de todos os exames da triagem neonatal, sem esquecer de colher os resultados e apresentá-los ao médico. Caso o bebê apresente alguma alteração importante, poderá ser encaminhado para o tratamento adequado, mitigando comprometimentos na sua saúde e desenvolvimento.

No Anita, unidade do Instituto onde são realizados os atendimentos pré-natal e neonatal de alto risco, as pacientes elegíveis têm acesso a todos os exames necessários para garantir o melhor desenvolvimento possível dos seus filhos.

Foi o caso de Winaiara Taiane, encaminhada por um posto de saúde em Macaíba para fazer o pré-natal no ISD. Ela desconhecia a importância da triagem neonatal, mas fez questão de realizar todos os exames quando seu filho Anthony nasceu.

Para alterações no teste do pezinho:

Para alterações no teste da orelhinha:

Realização do teste da linguinha:

Fonte: G1 RN

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.