Câmara de Natal aprova moção de repúdio ao presidente Bolsonaro

O plenário do Legislativo natalense também acatou uma Moção de Repúdio ao Presidente Jair Messias Bolsonaro em virtude da declaração feita a jornalistas, dia 5 de fevereiro, ao sair do Palácio da Alvorada, na qual ele afirma que as pessoas portadoras do Vírus HIV, transmissor da Aids, são “uma despesa para todo o Brasil”, além de um “problema sério” para a própria pessoa.

“Como representante do povo de Natal na Câmara e apoiador da luta pelos direitos das pessoas com HIV/Aids, ao lado da Associação Vidas Positivas (AVIP), que exerce um árduo trabalho nessa área, é meu dever repassar a importância da igualdade para os portadores do vírus na sociedade”, destacou o vereador Kleber Fernandes (PDT), autor da moção. 

Por sua vez, o vereador Cícero Martins (PSL) votou contra a proposição. “Muitas falas são distorcidas na mídia. O presidente Bolsonaro não tem preconceito com os portadores do HIV. O fato é que houve um veto presidencial a um projeto do Congresso que dispensa a pessoa com HIV/Aids, que esteja aposentada por invalidez, de ter que passar por perícia. Ele apenas alertou para os devidos cuidados, haja vista que essas pessoas representam um alto custo para o governo. É uma questão de interpretação”, avaliou.