Câmara de João Pessoa aprova lei que proíbe crianças em paradas LGBT

Na foto, uma bandeira com as cores da comunidade LGBTQIA+ é hasteada. No fundo, um céu cinzento compõe o cenário -  (crédito: Marcelo Camargo / Agência Brasil)
Na foto, uma bandeira com as cores da comunidade LGBTQIA+ é hasteada. No fundo, um céu cinzento compõe o cenário - (crédito: Marcelo Camargo / Agência Brasil)

A Câmara de Vereadores de João Pessoas (PB) aprovou, na manhã desta terça-feira (7/11), a proibição de crianças em paradas da comunidade LGBTQIA+. De autoria do vereador Tarcísio Jardim (PP), o projeto, teria o objetivo de “proteger as crianças”. 

“As crianças têm que se preocupar em brincar, estudar e ficar no convívio familiar doméstico. Não estar sendo usada de ferramenta sexual, que eventos desse, ao meu ver e de várias pessoas, não é o local adequado para crianças. Na minha visão, temos de deixar de influenciar crianças com pautas que não são ainda para serem vistas por elas”, disse o vereador.

Após a aprovação da Casa, o texto seguirá para análise do prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP) — o chefe do Executivo é correligionário do autor do projeto. 

Ataque à diversidade

Único vereador a votar contra o projeto do colega Tarcísio Jardim, Carlos Henriques (PT) disse que ideia de proibir a ida de crianças às paradas LGBTQIA+ vai de encontro à liberdade e à diversidade.

“Eu fui contra porque eu entendo que essas paradas, esses eventos da diversidade são eventos educativos, eventos formativos, são eventos em que formam cidadãos e cidadãs”, contou, em entrevista ao Correio.

O vereador também afirmou haver interpretações “homofóbicas” e “transfóbicas” no argumento de que crianças não poderiam participar de paradas da comunidade LGBT.

“A pauta da diversidade é uma pauta que merece atenção porque existe também a transfobia, a homofobia, principalmente dessas pessoas que se acham acima do bem e do mal, que defendem os cidadãos de bens. Justamente esses pseudo cidadãos de bens são aqueles que agridem os transexuais aqueles que agridem os homossexuais”, completou o único vereador a vota contra o projeto que proíbe a participação de crianças na parada LGBT.

Questionada se o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, irá sancionar o texto aprovado nesta terça na Câmara, a assessoria de comunicação do município afirmou ainda não ter recebido o projeto.

 

Fonte: Correio Braziliense

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.