Argentina tem a maior inflação do G20 em 2023

Bandeira da Argentina
A 2ª maior economia da América do Sul enfrenta uma das maiores taxas de inflação do mundo

A Argentina tem a maior inflação do G20 em 2023. A taxa acumulada de janeiro a outubro foi de 120%. Em 12 meses, atingiu 142,7%. O levantamento foi enviado pelo economista-chefe da Austin Rating, Alex Agostini, ao Poder360.

De janeiro a outubro, a inflação acumulada do país sul-americano é 65 pontos percentuais superior à taxa do 2º colocado, a Turquia (55%), que também vive problemas econômicos. O Brasil ocupa a 8ª posição, com taxa de 3,8% no período, ao lado da União Europeia e a França.

Além de ter a maior inflação no acumulado de 2023, a Argentina foi o único país que viu o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) acelerar em relação ao ano anterior. Era de 76,6% no acumulado de janeiro a outubro do ano passado. Todos os demais países tiveram queda no mesmo intervalo de comparação.

Na América Latina, a inflação acumulada de janeiro a outubro na Argentina só fica atrás da Venezuela, que é de 184,2%.

A inflação acumulada em 12 meses na Argentina foi de 142,7%. Essa é a maior taxa anualiza em 32 anos. Também é a maior entre os países do G20. O Brasil ocupa a 6ª posição, ao lado da Índia.

Fonte: Poder360

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.