Após ultimato de Elon Musk, centenas de funcionários devem deixar o Twitter

Centenas de funcionários devem deixar o Twitter após o ultimato de Elon Musk, o novo dono da rede social nesta quinta-feira (17). O bilionário enviou e-mail aos funcionários da empresa na quarta-feira (16), informando que todos deverão aceitar uma cultura “extremamente dura” no que se refere ao trabalho nos próximos tempos na plataforma ou deixar a companhia. E muitos parece que decidiram seguir por este caminho.

Os empregados receberam um aviso por e-mail que dizia: “se você tem certeza que quer fazer parte do novo Twitter, por favor clique no botão ‘Sim’ abaixo”. Ao fazer isso, o usuário era redirecionado para um formulário no qual Musk afirma aos funcionários que terá que “trabalhar longas horas em alta intensidade” caso aceitasse ficar.

Em uma enquete na Blind, uma plataforma que verifica o e-mail corporativo dos funcionários e permite que compartilhem informações sem serem identificados, 42% de 180 pessoas escolheram a resposta “escolhi a opção de sair, estou livre!”. Ainda, 25% escolheram ficar “relutantemente” e apenas 7% disseram que vão ficar pois são “hardcore”.

O termo #RIPTwitter se tornou o assunto mais comentado da rede social na noite de quinta-feira, com as pessoas especulando sobre um possível fim do Twitter por conta das demissões.

g1