Após morte de jovem, Dino manda shows permitirem entrada de garrafas e distribuição de água grátis

Ministro da Justiça, Flávio Dino.
Ministro da Justiça, Flávio Dino. — Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, afirmou que, a partir deste sábado, será permitida a entrada de garrafas de água de uso pessoal, em material adequado, em shows e espetáculos. As empresas produtoras dos eventos com alta exposição ao calor também deverão disponibilizar água potável gratuita em “ilhas de hidratação” de fácil acesso. A determinação é da Secretaria do Consumidor e tem validade imediata.

Segundo o ministro, a portaria vai ser editada e publicada em até 1 hora. Mais cedo, Dino, usou as redes sociais e classificou como “inaceitável” que pessoas sofram, desmaiem e até morram por falta de acesso à água. Ele pediu que a Secretaria Nacional do Consumidor apure o caso.

Nas redes sociais, uma série de críticas à organizadora do evento. Segundo os fãs, a empresa responsável proibiu que o público entrasse no local do show com garrafas de água, obrigando-os a comprar o produto em estabelecimentos instalados dentro do estádio, onde os preços, de acordo eles, eram muito altos.

Diversos usuários criticavam a regra imposta pela empresa, apontando que até mesmo pessoas que faziam parte da equipe da cantora distribuíram água ao público por conta do forte calor que fazia no local, mesmo na parte da noite.

Ana Clara Benevides, de 23 anos, morreu na noite desta sexta-feira, após passar mal durante o show da cantora Taylor Swift, que estreou sua turnê no Brasil no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, para um público de mais de 60 mil pessoas.

Em suas redes sociais, Taylor Swift lamentou a morte de Ana, em um longo texto, no qual afirmou que sente “profundamente essa perda” e que está com o “coração partido”.

“Não acredito que estou escrevendo essas palavras, mas é com o coração partido que digo que perdemos um fã hoje à noite, antes do meu show. Eu nem posso te dizer o quão devastada estou com isso. Tenho muito pouca informação além do fato de que ela era incrivelmente linda e jovem demais. Não vou poder falar sobre isso no palco porque me sinto dominada pela tristeza […]. Essa foi a última coisa que pensei que aconteceria quando decidimos trazer essa turnê para o Brasil”, publicou a cantora em suas redes sociais.

Fonte: O Globo

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.