Após exonerar nomes da ‘Família Aro’ por pressão do PSD, prefeito de BH anuncia substitutos dos ex-secretários

O prefeito Fuad Noman (à esquerda) e o secretário estadual da Casa Civil, Marcelo Aro, ao lado do governador Romeu Zema
O prefeito Fuad Noman (à esquerda) e o secretário estadual da Casa Civil, Marcelo Aro, ao lado do governador Romeu Zema — Foto: Rodrigo Clemente/PBH e Reprodução

O prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), publicou nesta terça-feira, no Diário Oficial, os nomes dos quatro novos secretários para as pastas de Desenvolvimento Econômico, Educação, Meio Ambiente e Secretaria de Governo. O anúncio sucede a exoneração de nomes ligados à chamada “Família Aro” devido a pressões internas no PSD para que aliados do secretário estadual da Casa Civil, Marcelo Aro (PP), não fizessem mais parte do governo.

Foram nomeados Chyara Sales Pereira (Desenvolvimento Econômico), Fernanda Neves (Educação), Gelson Leite (Meio Ambiente) e Anselmo Domingos (Governo).

Na manhã desta segunda-feira, Noman se reuniu com Marcelo Aro por cerca de uma hora. Posteriormente, os dois deram coletiva de imprensa sobre as exonerações.

— Acabo, com muita tristeza, de receber a carta de demissão dos quatro secretários. Há alguns dias me perguntaram se eles iriam sair, e eu disse que só sairiam se quisessem. E foi o que eles fizeram hoje — disse o prefeito.

Deixaram a prefeitura Castellar Guimarães Neto (Secretaria de Governo), Roberta Rodrigues (Educação), Fernando Motta (Desenvolvimento Econômico) e Zé Reis (Meio ambiente), todos ligados a Aro, aliado do atual governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo). Na coletiva, o secretário estadual comentou sobre as saídas e não descartou parcerias futuras com o atual prefeito.

— Diante da exaustiva pressão que o prefeito vem sofrendo, sobretudo do partido em que ele está hoje, eu entendi que nós deveríamos tomar a atitude de pedir que as nossas indicações, que os nossos secretários saíssem da gestão do prefeito Fuad. (…) Falei agora há pouco com o prefeito: “Fuad, isso daqui não é um fique com Deus”. (…) Existe a possibilidade de logo ali na frente nós estarmos juntos e conversando.

A proximidade do fim da janela partidária também foi levada em conta na hora da decisão. Neste período, os vereadores podem trocar de partido sem prejuízo do mandato. A mudança de legenda por vereadores que queiram continuar no cargo ou pretendem concorrer ao cargo de prefeito pode ser feita até esta sexta-feira.

A ‘Família Aro’ ainda não anunciou, oficialmente, quem irá apoiar na eleição municipal deste ano, mas a expectativa é que a o grupo político tenha candidatura própria, segundo a CBN. Já Noman lançou a sua pré-candidatura à reeleição em fevereiro.

(estagiária sob supervisão de Luã Marinatto)

Fonte: O Globo

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.