Anitta encontrará Pacheco após responsabilizar Congresso por enchentes

Anitta
Anitta (foto) foi premiada com o “Power of Women” da Variety, em Nova York, em 2 de maio por contribuições filantrópicas em ações e projetos sociais

A cantora Anitta disse na 4ª feira (15.mai.2024) que foi convidada para uma conversa com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). A artista criticou na 6ª feira (10.mai) Pacheco e o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), pelas enchentes que assolam o Rio Grande do Sul desde o início de maio.

“Rodrigo Pacheco me procurou e se colocou à disposição para falar sobre o assunto. Eu disse que tenho interesse em encontrar se for para falar e resolver”, declarou a artista em seu perfil no Instagram. Ela afirmou esperar que consigam fazer algo, apesar de entender que na política “uma pessoa sozinha não consegue salvar o mundo”. 

Pacheco já havia tornado público o convite para conversar com a cantora na 3ª feira (14.mai). A ideia, segundo ele, seria mostrar a atuação do Congresso Nacional em pautas relacionadas ao meio ambiente.

Anitta afirmou que está buscando um espaço em sua agenda para marcar a reunião, uma vez que sua turnê mundial começa no sábado (18.mai) e termina em 8 de julho. Ela disse ainda não ter recebido uma resposta de Lira e que continua bloqueada pelo congressista nas redes.

A cantora disse que se sente agradecida, respeitada e ouvida. “Espero que não fique só nisso [conversa], declarou. E, por fim, afirmou: “A voz do povo é muito importante”.

Assista (2min28s):

A cantora disse na 6ª feira (10.mai) que o Congresso brasileiro passou anos “atacando” o meio ambiente e as enchentes no Rio Grande do Sul são consequência disso. Ela compartilhou imagens dos presidentes da Casa Baixa e Casa Alta e afirmou que, sob suas lideranças, foram aprovadas leis “liberando mais desmatamento, mais veneno e legalizando a invasão de terras indígenas”.  

Segundo Anitta, “o clima já mudou, mas o Congresso não muda”. Ela pediu para a população votar nas próximas eleições em “quem não nega a crise climática”. E declarou: “Precisamos dar um basta em tanta destruição ou vamos enfrentar coisa muito pior lá na frente”. 

Fonte: Poder360

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.