América cresce no segundo tempo e abre boa vantagem sobre o São Bernardo na luta por uma vaga na final

Com um gol do capitão Jean Pierre e outro de Iago,  o América conseguiu furar o forte bloqueio defensivo do São Bernardo e leva uma boa vantagem para o próximo confronto entre os clubes que irá definir uma vaga na final da Série D. Com o resultado de 2 a 0, o Alvirrubro pode até perder por um gol de diferença que ainda assim será finalista. Aos paulistas só servem vitória igual ou superior a dois gols.

Com outro grande público na arena das Dunas, o América entrou em campo disposto a abrir vantagem no primeiro jogo da semifinal e partiu para cima do São Bernardo, que possui a melhor defesa da Série D, e teve de ser virar para não ser vazado logo nos minutos iniciais, dada a volúpia do time potiguar.

Ora com Elvinho, usando velocidade pelo lado direito, ora pela esquerda com Iago, o time paulista teve de usar o artifício da falta para brecar o atacante alvirrubro e quase foi surpreendido num chute de Felipinho que acertou o travessão, após a cobrança do tiro direto.

Depois do primeiro quarto de partida, o time visitante conseguiu conter a pressão e passou a frequentar mais o campo de ataque. Ele teve uma sequência de cinco escanteios, pretendo o América por quatro minutos dentro da grande área. Além disso, eles adiantaram a marcação na saída de bola, obrigando o goleiro Bruno a buscar saídas através dos chutões.

O São Bernardo criou uma boa chance aos 21, após Guilherme Queiroz receber um bom passe e bater, para a boa defesa do goleiro potiguar. Bruno Pianissolla voltou a trabalhar tirando a bola dos pés de Guilherme Queiroz no segundo duelo direto entre os dois, em que o goleiro levou a melhor.

Os paulistas tomaram o controle do jogo e apesar de não exercerem uma pressão muito forte, ocupavam o campo defensivo americano. Os donos da casa, encurralados pela marcação, procuravam sair em velocidade, mas estavam muito bem marcados. Ainda assim, numa das vezes que conseguiu escapar e numa bola erguida na área Everton conseguiu desviar, mas o zagueiro Islan conseguiu aliviar o perigo.

O São Bernardo voltou a assustar novamente com Guilherme Queiroz, que recebeu bom passe do zagueiro Islan, se aventurando no ataque e bateu, para outra boa defesa de Bruno fechando a etapa inicial.

O segundo tempo começou como o primeiro, com o América em cima e Téssio, autor do gol do acesso, deu logo um grande susto ao goleiro Alex Alves, que se esticou todo para desviar o chute do atleta americano, mas ainda teve de contar com a ajuda fundamental da trave para não ser vazado.

Mas ao contrário da etapa anterior, o Alvirrubro foi mais propositivo na frente, abrindo o placar aos 9 minutos, depois que Wallace Pernambucano subiu mais que todo mundo, na cobrança de um escanteio, acertou o travessão e no rebote, o zagueiro e capitão, Jean Pierre, mergulhou de peixinho e empurrou a bola para o fundo da rede. Esse foi apenas o segundo gol do defensor pelo clube.

O golpe certeiro deixou o São Bernardo atônito e o clube potiguar se manteve na pressão, criou chance de ampliar, mas quando não pecava na conclusão, os atacantes demoravam muito a tomar decisões, permitindo o corte da defesa.

Mas o golpe certeiro perdeu o efeito em menos de dez minutos, aos 19 minutos, Bruno salvou o empate, numa bola desviada por Ítalo Barbosa, de cabeça, na pequena área. O América respondeu com Wallace Pernambucano, cabeceando uma bola erguida por Téssio na área, em que ele apesar de livre, não conseguiu determinar a direção correta.

Com controle total da situação em campo, o América ainda tirava proveito das subidas do São Bernardo, até atrás de buscar o prejuízo, subia e deixava a zaga aberta.

Num desses lances, Iago recebeu um belo lançamento, mas errou na conclusão, desperdiçando outra boa oportunidade para ampliar a diferença na Arena das Dunas. O mesmo Iago depois recebeu um bom passe de Frank, mas bateu com pouca força, facilitando a vida do goleiro Alex Alves.

Mas artilheiro que se preze não desiste nunca e na terceira boa oportunidade, após uma falha na saída de bola da zaga paulistana, Luiz Maranhão dividiu com um adversário e a bola sobrou livre para Iago, bater forte, cruzado, e marcar o segundo americano no último lance da partida

Agora o América pode até perder por um gol de diferença no jogo de volta, domingo próximo, em São Paulo, para chegar na final da Série D.

Do Tribuna do Norte