Alvo de Milei durante a campanha, China parabeniza vitória do ultraliberal na Argentina

Milei comemora vitória nas eleições presidenciais argentinas
Milei comemora vitória nas eleições presidenciais argentinas — Foto: Luis Robayo/AFP

A China parabenizou o presidente eleito da Argentina, Javier Milei, após a vitória sobre Sergio Massa na votação realizada nesse domingo. Alvo do ultraliberal durante a campanha — que chegou a dizer que romperia laços com o país comunista — Pequim afirmou que pretende manter os laços com o país da América do Sul, do qual é um dos principais parceiros comerciais.

O Ministério das Relações Exteriores chinês afirmou que quer trabalhar com a Argentina “para prosseguir com a amizade” entre os dois países, mencionando uma “cooperação onde todos ganham”.

— A China sempre deu muita importância ao desenvolvimento das relações entre China e Argentina, em uma perspectiva estratégica e de longo prazo — disse Mao Ning, porta-voz da diplomacia chinesa. —O desenvolvimento das relações entre China e Argentina se converteu em objeto de consenso geral no conjunto da sociedade nos dois países e aporta benefícios visíveis para os dois povos.

Eleito no domingo por uma ampla maioria — Milei foi derrotado em apenas três províncias pelo candidato peronista Sergio Massa —, o presidente eleito afirmou durante a campanha que poria fim às relações comerciais com a China, com quem antagonizou sua campanha, pautada por ideais libertários e anticomunistas.

— Nós não fazemos pactos com comunistas — afirmou Milei em mais de uma ocasião durante a campanha.

Fonte: O Globo

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.