Advogado diz a Lula que equiparar Israel ao Hamas é “injusto”

Lula
Advogado disse que comparação de Israel com Hamas feita por Lula é "desproporcional" e "ofende a alma" dos judeus

O advogado Roberto Podval enviou uma carta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) dizendo que o chefe do Executivo tem “todo o direito” de expressar sua indignação pelas mortes na Palestina, mas que equiparar as “atitudes” de Israel com as do grupo extremista Hamas é “injusto”, “desproporcional” e “ofende a alma” dos judeus.

A carta foi obtida pelo Poder360. No documento, o advogado, que já defendeu José Dirceu e integrantes da família de Lula, chama o chefe do Executivo de “querido presidente” e afirma que o Hamas tem “como regra matar judeus” e Israel é uma “democracia liberal“.

Estatuto do Hamas defende a extinção do Estado de Israel

Leia a íntegra do estatuto do Hamas

Eis a íntegra da carta enviada por Roberto Podval a Lula:

“Carta aberta ao Presidente Lula

“Meu querido presidente, como advogado que acompanhou de perto toda a injustiça pela qual passou, como ser humano que compartilhou sua dor naquele cárcere ilegal, como um entusiasta das suas ideias na busca por uma sociedade mais igualitária e justa, menos preconceituosa e onde as pessoas tenham o mínimo de dignidade, ouvi suas palavras criticando Israel e, mais que isso, equiparando-o ao Hamas.

“Meu querido presidente, claro que tem todo direito de expressar sua indignação pelas centenas de mortes de palestinos inocentes, e para lhe dizer a verdade, ousaria afirmar que a imensa maioria dos judeus – seja de Israel, seja do mundo afora – compartilha dos mesmos sentimentos. Mas, meu presidente, equiparar as atitudes de Israel às do Hamas é injusto, desproporcional e ofende a alma de nós, judeus. Machuca fundo.

“Não sei se sabe, querido presidente, mas o Hamas tem como regra matar judeus. Já Israel é uma democracia liberal. Veja, presidente, não estou dizendo que não lastimamos a vida dos palestinos inocentes, tampouco estou dando razão a Netanyahu. Mas equiparar a ação de um Estado democrático à de um grupo terrorista é desmedido e machuca todos nós judeus, inclusive os que discordam da ação.

“Enfim, querido Presidente, me desculpe o atrevimento, mas até pelos profundos respeito e admiração que tenho pelo senhor e por reconhecer tudo que representa para nós brasileiros, não poderia deixar de expressar meus sentimentos e convicções.

“Desejo-lhe muita saúde e ainda mais sucesso na administração do nosso Brasil, grande abraço.

“Roberto Podval

“São Paulo, 13 de novembro de 2023”.

Fonte: Poder360

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.