Advogada acusada de integrar organização criminosa é condenada a 4 anos e meio de reclusão

Uma advogada foi condenada a 4 anos e meio de reclusão. Segundo a decisão, ela integrava uma organização criminosa, estabelecendo a comunicação entre integrantes que estavam presos com outros, nas ruas. A advogada tinha sido presa em 10 de junho de 2019, sendo um dos alvos da operação Emissários.

Segundo o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), a advogada “atuava transmitindo recados, com teor criminoso, de presidiários custodiados no presídio estadual Rogério Coutinho Madruga para os demais integrantes da facção em liberdade, bem como o inverso, utilizando-se da sua atividade profissional de advogada, porém, com função diversa de patrocínio de causa processual”. A identidade da advogada não foi revelada pelo MPRN.

Na sentença condenatória, a Justiça destacou que “a integração da acusada à organização criminosa é inconteste. A partir dos diálogos captados, verifica-se claramente a associação voluntária da acusada à organização criminosa, valendo-se da sua condição de advogada para, durante as visitas aos internos, intermediar a comunicação entre os membros da organização criminosa que se encontravam privados de liberdade e os demais integrantes da organização soltos”.

Do Tribuna do Norte