17ª live semanal de Lula tem a pior audiência desde a estreia

Lula durante live
Lula durante a live semanal "Conversa com o Presidente" desta 3º feira (7.nov.2023)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) realizou nesta 3ª (7.nov.2023) sua 17ª live semanal. Chamada de “Conversa com o presidente”, a transmissão desta semana durou 36 minutos e teve aproximadamente 3.709 views simultâneos nos perfis oficiais de Lula e do governo. Ao final, somava pouco mais de 22.300 vizualizações. Essa foi a transmissão que registrou a pior audiência desde a estreia, em junho.

As transmissões ao vivo são feitas nas páginas oficias de Lula no YouTube, Facebook e Twitter e também nos canais no YouTube do CanalGov e do Palácio do Planalto. O endereço que sempre tem mais audiência é o canal oficial do presidente no YouTube.

O resultado da audiência das lives de Lula é tímido quando comparado com as transmissões de Jair Bolsonaro (PL) durante o seu governo, de 2019 a 2022. O ex-presidente falava ao vivo tradicionalmente às quintas-feiras, às 19h, e o seu principal canal de transmissão era a sua página no Facebook.

As lives de Lula têm transmissão semanal desde 13 de junho 2023. São feitas em um formato profissional, com uso de câmeras de alta qualidade e com uma mesa e microfone no estilo dos atuais podcasts de entrevistas. O programa é gravado e transmitido sob a supervisão do secretário do Audiovisual da Secom (Secretaria de Comunicação Social), Ricardo Stuckert, que também o fotógrafo de Lula.

Bolsonaro costumava fazer suas transmissões ao vivo diretamente de um celular com um cenário simples e, muitas vezes, improvisado. Costumava levar ministros e até cantar nas transmissões. Às vezes, ligava para quem não estava presente e colocava o microfone perto do telefone para transmitir o áudio. O improviso parecia ser maior do que o mostrado nas conversas de Lula.

Além das redes sociais, a “Conversa com o presidente” é transmitida pelo Canal Gov–rede de televisão pública brasileira pertencente à EBC (Empresa Brasil de Comunicação). As transmissões não têm custo.

As lives de Bolsonaro eram exibidas só nas redes sociais, com foco no Facebook, mas em 2020 passaram a ser retransmitidas pelo programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan. Os 4 jornalistas que apresentavam o programa à época (Vitor Brown, Augusto Nunes, Guilherme Fiuza e José Maria Trindade) faziam perguntas ao ex-presidente.

As transmissões de Bolsonaro também tinham sempre a presença de um intérprete de libras, que sentava ao seu lado. As de Lula também têm, mas em formato de televisão, no canto direito da tela.

Durante seu programa, Lula conversa com Marcos Uchôa, jornalista que deixou a Rede Globo em novembro de 2021, depois de 34 anos trabalhando na emissora. Assinou contrato com a EBC em março de 2023. No canal público, Uchôa é responsável por acompanhar as viagens internacionais do presidente, além de apresentar programas especiais.

Apesar se o formato ser o de uma entrevista informal, fica a impressão de que há um roteiro a ser seguido. Muitas vezes, o próprio Lula diz que sentiu falta de um assunto mesmo sem que Uchôa faça a pergunta.

Uchôa chegou a se filiar ao PSB (Partido Socialista Brasileiro) para tentar o cargo de deputado federal em 2022, mas desistiu da candidatura. Hoje, ele atua como gerente de Serviços de Jornalismo e Produção de Programas da EBC.

Fonte: Poder360

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.