161,6 milhões de pessoas com 10 anos ou mais usam internet no Brasil

Homem com celular
A popularidade das apostas esportivas explodiu e agora está online em mais da metade dos Estados dos EUA. No entanto, poucas redações disseram que abordavam o jogo em diretrizes formais

A Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) divulgada na 5ª feira (9.nov.2023) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostra que 161,6 milhões de pessoas com 10 anos ou mais usam Internet no Brasil. Isso equivale a 87,2% desse grupo demográfico, uma alta de 2,5 pontos percentuais em relação ao levantamento de 2021.

Na área rural, o percentual vem crescendo desde 2016, quando registrou 33,9%. Em 2022, o uso da internet pelo grupo subiu para 72,7%. “A proporção de pessoas que usam a internet cresce desde o começo da pesquisa, inclusive na área rural. No entanto, ainda se nota uma diferença grande frente às áreas urbanas, mesmo que essa diferença venha se reduzindo ao longo do tempo”, declara o analista da pesquisa, Gustavo Geaquinto.

A região com maior percentual de usuários da internet é liderado pelo Centro-Oeste, influenciado pelo Distrito Federal, que tem 96,6% dos usuários com acesso ao serviço. As regiões Norte (82,4%) e Nordeste (83,2%) permanecem com os menores resultados.

Entre as pessoas que não entraram no ensino superior, 39,4% acessaram a internet. Por outro lado, pessoas com ensino superior incompleto somam 98,7% e com superior completo são 98,2%.

As crianças e os idosos são os grupos etários com menor percentual de pessoas que usaram a Internet em 2022. O grupo etário de 10 a 13 anos registrou 84,9%. Já a proporção de usuários de Internet cai para 62,1% entre as pessoas de 60 anos ou mais.

Em 2016, a proporção de idoso que usavam a internet era de 24,7%. Em 2022, subiu para 62,1%. “Esse aumento pode ter sido propiciado, entre outros fatores, pela evolução nas facilidades para o uso dessa tecnologia e na sua disseminação no cotidiano da sociedade. É um grupo que tem avançado bastante na utilização da Internet”, diz Geaquinto.

O maior percentual de idosos utilizando a Internet estava no Centro-Oeste (69,4%) e o menor, no Nordeste (51,3%). Entre as unidades federativas, o Distrito Federal (82,2%) foi líder, seguido pelo Rio de Janeiro (72,3%), Roraima (71,6%) e São Paulo (70,6%). No fim da lista, aparece Paraíba (48,7%), Maranhão (46,4%) e Piauí (45,9%).

Em 2022, 92,2% dos estudantes afirmaram usar a Internet. Desse percentual, há uma diferenciação para alunos da rede privada (98,4%) e pública (89.4%).

O Norte (84,0%) foi a única região em que o percentual de usuários da Internet por estudantes ficou abaixo de 90%. Os maiores percentuais foram observados no Sudeste (94,7%) e no Centro-Oeste (94,5%).

Com informações da Agência IBGE.

Fonte: Poder360

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.