15 de novembro: conheça a história por trás do feriado nacional

Monumento ao Marechal Deodoro da Fonseca
Monumento ao Marechal Deodoro da Fonseca — Foto: Custódio Coimbra/Agência O Globo

O dia 15 de novembro marca a celebração da Proclamação da República. Feriado nacional desde 1959, segundo a Lei Federal 662, do presidente Eurico Gaspar Dutra, é o penúltimo do ano. Em 2023, a data cai em uma quarta-feira. O próximo feriado nacional será o Natal, em 25 de dezembro.

Em 1889, o marechal Deodoro da Fonseca assinou o Decreto 1º, ato que derrubou a monarquia e instaurou o republicanismo como forma de governo do Brasil.

“Fica proclamada provisoriamente e decretada como a forma de governo da nação brasileira — a República Federativa”, diz o artigo primeiro do decreto assinado pelo Marechal Deodoro da Fonseca, Rui Barbosa, Benjamin Constant, Quintino Bocaiúva e outros no dia 15 de novembro de 1889. O documento também alterou o nome do país, que oficialmente passou a se chamar “Estados Unidos do Brasil”. Apenas em 1968, o Brasil ganhou seu nome atual: República Federativa do Brasil.

O movimento que derrubou a monarquia foi liderado por militares, que se encontravam insatisfeitos com a Coroa representada pelo imperador Dom Pedro II. As críticas se intensificaram após a Guerra do Paraguai, em 1864, que mobilizou muitos recursos das forças armadas brasileiras. Os militares passaram a demandavam maior participação no governo.

À frente da queda da monarquia estava o futuro presidente do Brasil, Marechal Deodoro, que juntou-se ao movimento apoiado por parte da classe política e ex-proprietários de escravos, insatisfeitos com o fim da escravidão, ocorrida um ano antes. Depois da tomada de poder, o país se tornou laico e foi instaurado o presidencialismo como sistema de governo.

Com a chegada de dezembro e do final do ano, começam os planos para 2024. O próximo ano deve frustrar quem aguarda com expectativa os feriadões prolongados. Se em 2023, foram sete, 2024 deve contar com menos da metade disso. Apenas três estão previstos. Veja abaixo como fica o calendário de feriados de 2024.

O próximo ano vai contar apenas com três feriados prolongados de cunho nacional. O Dia da Confraternização Universal (1 de janeiro) cairá numa segunda-feira, enquanto Paixão de Cristo (29 de março) e Proclamação da República (15 de novembro) serão em duas sextas-feiras, conferindo a possibilidade de emenda com o fim de semana.

Fonte: O Globo

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.