Marcos Dantas

Zenaide Maia fala sobre política e atual situação econômica em entrevistada para Rádio Difusora de Mossoró


zenaide-maia-na-cmn

A deputada federal Zenaide Maia foi entrevistada no começo da tarde desta segunda-feira (14), no Programa Política em Debate, da Rádio Difusora de Mossoró. Entre os assuntos a atual situação econômica e política no País. Zenaide Maia iniciou a entrevista explicando sua posição contra a PEC 241 e que agora está no Senado para ser votada.  “Não é uma questão de partido, nem cor, nem sigla. O partido neste momento é o do povo brasileiro. Os argumentos apresentados pela PEC não me convenceram e por isso voltei contra. A população não pode esperar mais de 20 anos para ter uma assistência eficiente na Saúde”.

Questionada se seria candidata a uma vaga no Senado nas próximas eleições de 2018, ela respondeu: “Eu gosto de viver o presente. Eu sou deputada federal, o povo do Rio Grande do Norte me elegeu e eu me sinto muito honrada e responsável por isso. Quanto a ser candidata, uma coisa de cada vez”.

Sobre avaliação do Governo Robinson de Faria, a deputada disse: “O atual governo não fica em situação diferente de outros estados do país que vivem uma crise financeira. Sobre segurança pública é preciso investir em educação”, declarou.

A deputada, que é médica, foi questionada sobre o fechamento de hospitais. “A questão de diminuir os recursos da saúde é um modelo errado. O governo federal e o governo estadual não podem fazer isso. O governo tem que investir em todos os níveis”, disse. Zenaide Maia lembrou sobre a PEC 160 de sua autoria, que limita os juros nos cartões de crédito e no cheque especial. “A PEC aliviaria a vida econômica de muita gente, porque os juros usados atualmente são absurdos. É uma extorsão da família brasileira”, declarou.

A situação da privatização da UERN também foi um dos assuntos. “Isso é uma continuação do que está vindo de Brasília. Sou totalmente contra. Entendo a necessidade do Estado, mas privatizar não é a solução. Sou contra a privatização de entidades de educação e saúde”, afirmou. No final da entrevista, Zenaide Maia foi questionada sobre a sua posição diante das definições do seu partido. “Eu me preocupo muito com o hoje. O próprio partido sabe que eu sempre vou votar de acordo com as necessidades do povo. A minha opinião contra PEC era minha e o partido era a favor”, disse.