Marcos Dantas

UTI do HWG está sem insumos básicos


A maior unidade hospitalar de urgência e emergência do Rio Grande do Norte, o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, vive dias desabastecimento crítico, que atinge com maior gravidade as unidades de Terapia Intensiva. As UTIs estão funcionando sem heparina, uma medicação anticoagulante crucial no tratamento de uma série de patologias, entre elas, a embolia pulmonar, e o exame de gasometria arterial. A denúncia foi feita pelo presidente da Sociedade Norte-riograndense de Terapia Intensiva (Sonorti/RN), Antônio Fernando Coelho Júnior, e pelo médico Sebastião Paulino.