Seminário patrocinado pelo BNB mostra exemplo de bovinocultura leiteira em Parelhas


Como produzir e lucrar no semiárido nordestino? A resposta à esta questão é o tema central do evento Demonstrações Práticas de Resultados de Fazenda Eficiente em Bovinocultura Leiteira no Rio Grande do Norte, que será realizado no domingo, dia 20, no Sítio Cachoeira, município de Parelhas-RN. O projeto, da empresa Pecuária Intensiva Consultoria e Treinamento, foi contemplado no edital de patrocínio 2017 do Banco do Nordeste.

Composto de um dia de campo para demonstrar in loco aos produtores rurais da região como obter resultados, mesmo no cenário desafiador e pouco favorável ao investimento de uma região semiárida, o evento inclui visitação a todos os setores produtivos da propriedade e a realização de palestras de capacitação.

Serão tratados a utilização de tecnologia específica, aplicada no Sítio Cachoeira e que pode ser replicada em outras propriedades; a questão mercadológica, retratando o cenário regional, estadual e nacional da cadeia produtiva do leite; e a questão do crédito rural, a cargo do Banco do Nordeste.

O agente de desenvolvimento da agência Caicó, Marcial Araújo Batista, deve falar dos produtos e serviços oferecidos pelo BNB e também dos instrumentos legais de renegociação de dívidas rurais: a Lei 13.340/16, da Presidência da República, e a Resolução 4.591/17, do Conselho Monetário Nacional.

A Lei 13.340 prevê descontos nos financiamentos contratados até 2011. Para empréstimos tomados até 2006, o desconto pode chegar a 95%, reduzindo o percentual para os mais recentes. Já a Resolução 4.591 veio para contemplar quem contratou empréstimos depois de 2011. O produtor pode parcelar a dívida até 2030, com a primeira prestação vencendo somente em 2021.

“Em qualquer dos instrumentos legais, as vantagens de renegociação ou liquidação são muito interessantes para os produtores. Mesmo quem não se enquadra nos maiores descontos, ganha prazo para pagar e, o mais importante, volta a ter uma situação regular junto ao sistema bancário. Vai poder tomar crédito e investir em atividades produtivas”, avalia Marcial.

O evento na zona rural de Parelhas deve atrair mais de 200 agricultores de municípios vizinhos, incluindo o Seridó paraibano. O foco são os agricultores familiares, mini e pequenos produtores,  mulheres e jovens produtores. A programação também inclui a questão ambiental. Uso e conservação adequada de solo e produção de alimentos com a maximização dos recursos hídricos da propriedade estão entre os temas a serem tratados.